Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/11838

TitleAnálise comparativa dos aspectos alimentares em manuais escolares de 16 países
Author(s)Gonçalves, Artur
Jesus, António C.
Carvalho, Graça Simões de
KeywordsAlimentação
Nutrição
Hábitos alimentares
Manuais escolares
Issue date2010
PublisherUniversidade da Beira Interior. Departamento de Psicologia e Educação
Citation"Psicologia e Educação." ISSN 1645-6084. 9:nº especial (2010) 120.
Abstract(s)“Com o garfo cavarás a tua sepultura”. Os estudos epidemiológicos e o quadro de doenças associadas aos aspectos alimentares e nutricionais confirmam na actualidade velho aforismo de Hipócrates (Robert,1980). Assim, a escola como elemento principal da homogeneização do saber e o manual escolar como instrumento didáctico que espelha as políticas educativas e os interesses da sociedade a que se destinam, tem um papel determinante na prevenção e combate aos problemas de foro alimentar bem como na construção de padrões alimentares saudáveis. Neste âmbito, procedeu-se a uma análise comparativa da informação veiculada pelos manuais escolares de 16 países envolvidos no projecto Europeu BIOHEAD-CITIZEN, os quais, na sua generalidade, espelham os conceitos e as ideias dos programas nacionais no âmbito da Educação para a Saúde (Gonçalves, 2008). Os países envolvidos neste projecto diferem pela sua distribuição geográfica e pelo seu desenvolvimento histórico, político e sócio-cultural, sendo 12 países Europeus (Alemanha, Chipre, Estónia, Finlândia, França, Hungria, Itália, Lituânia, Malta, Polónia, Portugal e Roménia), 3 Africanos (Marrocos, Moçambique e Senegal) e um do Próximo Oriente (Líbano). Os resultados, no conjunto dos 16 países, mostram que existem contextos culturais e políticas educativas diferenciadas na abordagem aos aspectos alimentares e da nutrição bem como às problemáticas a eles associadas. Sobressai ainda a importância de serem implementadas políticas activas da Promoção e Educação para a Saúde na área da alimentação e da nutrição, as quais potenciem a organização de acções de formação em “Educação para a Saúde” destinadas à comunidade escolar, aos encarregados de educação e à população em geral.
Typearticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/11838
ISSN1645-6084
Peer-Reviewedyes
AccessopenAccess
Appears in Collections:DCILM - Revistas
CIEC - Artigos (Papers)
CIEC - Textos em atas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Psi&Edu_Alimentacao16paises.pdfSumário221,77 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis