Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/88230

TitleSabe, señor ministro? Usos argumentativos del verbo saber en el parlamento portugués
Author(s)Marques, Aldina
Editor(s)Fuentes Rodríguez, Catalina
Brenes Peña, Ester
KeywordsDebate político parlamentar
Interação
Argumentação
Discurso
Pragmática
Verbo saber
Issue dateDec-2023
PublisherEdiciones Universidad de Navarra
CitationMarques, M. A. (2023) ¿Sabe, señor ministro? Usos argumentativos del verbo saber en el parlamento portugués. In Fuentes Rodríguez, C. & Brenes Peña, E. (Ed.). Macrosintaxis y pragmática del discurso persuasivo (pp. 51-69). Navarra: EUNSA
Abstract(s)Os debates parlamentares são constitutivamente agonais (Marques, 2000). A tensão entre adversários mostra-se nas escolhas linguísticas feitas pelos interlocutores, que ganham um valor argumentativo explícito. O verbo saber, pelas características semântico-pragmáticas que possui, é, nos seus usos alocutivos, uma escolha de todos os intervenientes, independentemente do grupo parlamentar (ou governo) a que pertençam. Partimos da hipótese de que as características de género dos debates parlamentares favorecem a escolha destas formas verbais que assumem diferentes funções na construção da argumentação no discurso. O objetivo do presente trabalho é determinar os valores dos usos da forma de alocução “sabe”, em debates parlamentares portugueses e o contributo que traz à construção argumentativa desses discursos. Como dados de análise, selecionámos debates parlamentares portugueses ocorridos entre 2016 e 2022, publicados no Diário da Assembleia da República Portuguesa. A abordagem teórica, pragmático-discursiva, é qualitativa (Martelota & Leitão (1998), complementada por alguns procedimentos quantitativos. Para a análise, em particular, identificamos os contextos sintático-pragmáticos de ocorrência da forma alocutiva sabe. Na determinação dos seus funcionamentos discursivos, são relevantes, para além dos valores semânticos do verbo saber, como a factitividade, a distribuição das formas no enunciado e os atos ilocutórios realizados. Sabe mostra ser uma forma multifuncional. Está ao serviço da construção da interação, convocando explicitamente o alocutário-destinatário; focaliza ou intensifica os atos de crítica realizados; implica o adversário-alocutário na verdade do ato assertivo realizado; contribui para a organização sequencial do texto/discurso
TypeBook part
URIhttps://hdl.handle.net/1822/88230
ISBN978-84-313-3893-0
AccessRestricted access (Author)
Appears in Collections:CEHUM - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marques.MA_saber.pdf
  Restricted access
19,68 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID