Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/4722

TitleGravidez na adolescência: das circunstâncias de risco às circunstâncias que favorecem a adaptação à gravidez
Author(s)Figueiredo, Bárbara
Pacheco, Alexandra P.
Costa, Raquel A.
Magarinho, R.
KeywordsAdaptação à gravidez
Gravidez na adolescência
Risco e circunstâncias adversas de existência
Estudo descritivo mediante inquérito
adaptation to pregnancy
adolescent motherhood
risk and adverse circumstances of existence
survey descriptive study
Issue date2006
PublisherAsociación Española de Psicología Conductual
JournalRevista Internacional de Psicología Clínica y de la Salud
Citation"International Journal of Clinical and Health Psychology". ISSN 1697-2600. 6:1(2006) 97-125.
Abstract(s)O presente estudo tem por principal objectivo caracterizar as condições relativas à gravidez na adolescência em Portugal. Com as análises das mudanças que ocorrem ao longo da gestação, em áreas significativas da vida da adolescente, pretende-se também contribuir para o melhor conhecimento das dificuldades associadas a esta problemática. As condições que favorecem a adaptação à gravidez da adolescente foram igualmente objecto desta investigação. Uma amostra de 161 adolescentes, atendidas na Consulta Externa de Obstetrícia da Maternidade Júlio Dinis (MJD, Porto), no período entre Janeiro de 2000 e Dezembro de 2003, foi entrevistada, durante o terceiro trimestre de gestação, com base no Questionário da Consulta de Grávidas Adolescentes da MJD (Figueiredo, 2000), composto por 125 perguntas fechadas, destinadas à recolha de dados sociais e demográficos, respeitantes à adolescente, ao companheiro e à família de origem, bem como ao levantamento das circunstâncias médicas, psicológicas e sociais de risco em que a gravidez decorre. À semelhança do que tem sido reportado por diversos autores, em estudos realizados em Portugal, assim como noutros países, encontramos, na nossa consulta, uma elevada frequência de casos pertencentes às camadas mais desfavorecidas da população, não obstante a variabilidade social e demográfica da amostra, com predomínio de: baixos níveis de escolaridade, situações de precariedade económica, desemprego e profissões de reduzida qualificação. Os dados indicam também a presença muito frequente de experiências anteriores de vida adversas e de problemas na família de origem, quer da grávida, quer do seu companheiro. Outras circunstâncias desfavoráveis foram observadas, pois muitas vezes a gravidez não foi desejada, não foi planeada, o acompanhamento médico foi tardio e verifica-se consumo de tabaco. Os resultados mostram que uma importante dimensão das dificuldades associadas à gravidez é a drástica mudança que acontece em diversas áreas, particularmente ao nível do estatuto ocupacional, estatuto matrimonial, agregado familiar e relacionamento com o companheiro, que frequentemente se deteriora no decurso da gravidez. Sugerem ainda que a qualidade do relacionamento da grávida com o companheiro e com a família do companheiro e o modo como a gravidez é aceite pela adolescente e pelo companheiro, tanto quanto pela família de origem de ambos, são aspectos determinantes da adaptação da adolescente, a qual é favorecida pelo facto de a adolescente viver com a família, estar empregada e não estar a estudar e o companheiro estar empregado. Em conclusão, este estudo alerta para as dificuldades e situações de risco nas quais a gravidez na adolescência pode ocorrer e contribui para a necessária melhor compreensão da especificidade associada a esta problemática, imprescindível à resposta adequada às reais necessidades das mães. Mostra ainda que uma ajuda suplementar justifica-se em muitos casos, dadas as circunstâncias desfavoráveis em que a gravidez na adolescência se verifica, que o presente artigo retracta.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/4722
ISSN1697-2600
Publisher versionhttp://www.aepc.es/ijchp/articulos_pdf/ijchp-169.pdf
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIPsi - Artigos (Papers)


Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID