Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/10696

TitleImagens de auto-representação de adolescentes
Author(s)Carreira, Ana Alexandra Pascoal
Advisor(s)Coquet, Eduarda
KeywordsDesenho
Adolescente
Auto-representação
Issue date19-Oct-2009
Abstract(s)A adolescência é um período cheio de incertezas e múltiplos interesses onde o jovem, é consumidor privilegiado do “mundo das imagens”, de um mundo imenso que nos chega pela Internet ou pela televisão e que normalmente é assimilado com pouco controlo e nenhuma selecção. Neste o período observa-se um acentuado declínio da espontaneidade da arte infantil a par da ausência de uma estrutura aceitável de representação figurativa e realista. Esta é uma característica que se deve às relações que o jovem vem estabelecendo com a sociedade e com a sua crescente consciência autocrítica (Belver e Mendez, 2000). Partindo deste pressuposto desenvolvi um estudo sobre a capacidade de auto-representação do adolescente através do desenho, nesse momento tão frágil e particular do seu crescimento. Todos nós vivemos num mundo cheio de imagens e conceitos preestabelecidos, mas qual a capacidade que o adolescente tem para produzir, partindo da sua sensibilidade, da criatividade, do gosto e da sua capacidade técnica uma imagem de si? Como se desenvolvem e representam as características únicas de cada um, pois cada indivíduo é uma unidade indivisível (Glover, 1988). A importância da educação visual e plástica no ensino obrigatório é também analisada, nomeadamente num momento em que houve a redução da carga horária desta área no 3º ciclo do ensino obrigatório. A investigação incide sobre um inquérito aplicado a alunos do 3º ciclo do ensino básico de uma escola do interior transmontano, a Escola EB 2/3 de Sendim com 86 jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 19 anos. Os parâmetros analisados são relativos ao grafismo, à composição, à cor e técnica bem como o confronto entre a auto-representação desenhada e outra auto-representação escrita. Os jovens demonstram grande empenho na sua auto-representação pois é uma forma de comunicarem e dizerem quem são. Os desenhos são composições leves, equilibradas com um grafismo esquemático e com recurso a formas estereotipadas.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Comunicação Visual e Expressão Plástica)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10696
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AnaCarreira.pdf2,07 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID