Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/57339

TitleDesempenho motor das habilidades de controlo de objetos das crianças e as suas caraterísticas empreendedoras
Author(s)Silva, Inês Peixoto
Oliveira, Vítor Manuel Rodrigues
Pereira, Beatriz
KeywordsDesenvolvimento motor
Empreendedorismo
Controlo de objetos
Issue date2017
PublisherEditora FASA
CitationSilva, I. P., Oliveira, V.M.R., Pereira, B. O. (2017). Desempenho motor das habilidades de controlo de objetos das crianças e as suas caraterísticas empreendedoras, In W. Neto, E. Monteiro & B. Pereira (Org.), Promoção da Saúde, das Crianças e Adolescentes . Uma abordagem integral (pp.192-203).). Recife, Editora FASA
Abstract(s)O crescente desenvolvimento da tecnologia e consequente crescimento económico determinaram diversas modificações no comportamento dos cidadãos nas últimas décadas, nomeadamente no aumento do sedentarismo e maus comportamentos alimentares. Constatamos que o jogo é um bom promotor não só do desenvolvimento motor mas também cognitivo e social e que muitas das competências que o jogo promove são características consideradas empreendedoras sendo as mais referenciadas pela literatura, a assunção de riscos, autoconfiança, criatividade, inovação, identificação de oportunidades, liderança e persistência. Será então que o jogo pode também promover características empreendedoras em crianças? Terá sentido falar de empreendedorismo em crianças?. O presente estudo teve como objetivos: (I) Identificar o score de habilidades motoras de controlo de objetos em crianças do 1º e 3º ano; (II) Identificar a existência ou não de caraterísticas empreendedoras em crianças do 1º e 3º ano; (III) Verificar e a relação entre as variáveis anteriores quanto à idade. Participaram 39 alunos de duas turmas. Uma do 1º ano com 10 (52,6%) meninos e 9 (47,4%) meninas e outra do 3º ano com 10 (50%) alunos de cada género. As idades estão compreendidas entre os 6 e os 9 anos (7,2±1,1). Para a determinação do desempenho motor das crianças do 1º e 3º ano de escolaridade, utilizou-se a bateria de testes TGMD-2 (Ulrich, 2000). Para a verificação das características empreendedoras realizou-se observação não participante em contexto de recreio escolar. Verificou-se que os alunos do 1º ano de escolaridade apresentam um score bruto mínimo de 24 e um máximo de 41 correspondendo a uma média de 31,1±4,9. Em relação ao score bruto dos alunos do 3º ano de escolaridade, o score mínimo obtido foi 22 e o máximo 45 em que a média corresponde a um score de 34,6±6,2. Verificamos que, a criatividade/inovação e a comunicação foram as características que mais se observaram no 1º ano e a assunção do risco a comunicação e as relações interpessoais foram as características mais observadas nos alunos do 3º ano de escolaridade. É importante compreender a relação que pode existir entre o desenvolvimento motor e a presença de caraterísticas empreendedoras e potenciamlmente desenvolve-las na escola.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/57339
ISBN978-85-708-4339-5
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Desempenho motor das habilidades e suas capacidades empreendedoras.pdf232,04 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID