Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56963

TitlePolíticas de educação para a criança hospitalizada: desafios e perspectivas
Author(s)Silva, Rosilene Ferreira Gonçalves
Carvalho, Graça Simões de
Martins, Cristina Araújo
KeywordsCriança hospitalizada
Políticas de educação hospitalar
Issue date2018
PublisherUniversidade de Aveiro
CitationSilva, R.G., Carvalho, G.S. & Martins, C.A. (2018). Políticas de Educação para a Criança Hospitalizada: Desafios e perspectivas. In: A.A.N. Mendes et al. (Eds.) IV SLBEI - Seminário Luso-Brasileiro de Educação de Infância & I CLABIE – Congresso Luso-Afro-Brasileiro Infâncias e Educação. Aveiro: Universidade de Aveiro, p.152.
Abstract(s)O trabalho apresenta reflexões sobre as políticas de educação escolar dirigida às crianças hospitalizadas e impedidas de frequentar a escola regular por motivo de tratamento de saúde. Examina as principais políticas educacionais brasileiras e internacionais que visam garantir o direito a educação à criança hospitalizada e as conceções e desafios inerentes à sua garantia. A análise se fundamenta na perspetiva de que a educação é um direito universal e que este deve ser garantido a todos, inclusive à criança em tratamento de saúde, dado que o processo de adoecimento não interfere nas capacidades cognitivas e de aprendizagem da criança, muito pelo contrário, o acesso a ações educativas previne o fracasso escolar, estimula a adesão ao tratamento e a reação positiva na busca da cura. O trabalho foi desenvolvido por meio da análise das principais legislações brasileiras e internacionais que defendem o direito a educação da criança hospitalizada, bem como de artigos que investigam a implementação das classes hospitalares nas bases de dados Scientific Electronic Library Online - Scielo, B-On e Google Acadêmico. Os resultados demonstram que embora haja fundamentos legais para a garantia da escolarização em contexto hospitalar e que este atendimento já ocorre em diversos países, ainda não é uma realidade para a maioria das crianças internadas em unidades pediátricas e/ou em tratamento domiciliário. Assim, discutir a importância da garantia desse direito à criança hospitalizada é fundamental, pois as atividades pedagógicoeducacionais em contexto hospitalar favorecem a continuidade de estudos, contribuem para a autoestima, promovem a interação social e fortalecem a humanização.
TypeAbstract
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56963
Publisher versionhttps://docs.wixstatic.com/ugd/c875f7_e88b918fb36845bfbbd04f53c0633f49.pdf
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Comunicações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SLBEI-CLABIE-2018_CriancaHospital.pdf4,1 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID