Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/37682

TitleO deslocamento ativo no trajeto casa-escola em adolescentes de uma escola secundária de São Luís/MA/Brasil
Author(s)Souza, Sérgio
Pereira, Beatriz Oliveira
Matos, Ana Paula Rodrigues
Silva, Alanna
Santos, Ednardo
Sousa, Letícia
Caracas, Tatiane
Santana, Paulo Vitor
KeywordsDeslocamento ativo
Adolescentes
Atividade física
Caminhar
Issue dateJul-2015
PublisherInstituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Educação (ESE-IPP)
Abstract(s)Estudos tem demonstrado a prevalência de um comportamento sedentário em crianças e adolescentes, evidenciando, um problema de saúde pública mundial devido à sua associação com o excesso de peso e a obesidade. Estratégias tem sido pensadas e realizadas com o propósito de aumentar o nível de atividade física em adolescentes nas dimensões esportiva, lazer e de deslocamento. O deslocamento ativo – DA (caminhar ou pedalar) para a escola pode potencializar o nível diário de atividade física e colaborar no cumprimento das recomendações internacionais da Organização Mundial da Saúde (60min). Este estudo objetivou descrever as formas de deslocamento no trajeto casa-escola de adolescentes do ensino secundário de uma escola pública do município de São Luís/MA e sua relação com o género e principais limitações ao deslocamento ativo. Participaram do estudo 78 adolescentes (33M/45F) que responderam um questionário sobre aspetos relacionados às formas de deslocamento no trajeto casa-escola, suas perceções e respetivas rotinas de vida. Os resultados demonstraram que mais de metade dos inquiridos se desloca de forma ativa à escola, não se registaram contudo diferenças estatisticamente significativas entre os géneros. A forma de deslocamento mais utilizada foi a pé, seguida por autocarro, carro e apenas dois adolescentes declararam que utilizam a bicicleta como meio de transporte para a escola. As principais limitações apontadas pelos inquiridos ao deslocamento ativo foram o trânsito intenso/comportamento dos motoristas, percepções de insegurança/violência, distância e aspectos relacionados à infraestrutura (falta de calçadas, ciclovias).
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/37682
ISBN978-972-8969-11-0
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Textos em atas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O DESLOC ATIVO_SSOUZA ET AL_SIEFLAS2015.pdf391,99 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID