Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/9293

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorGonçalves, Emília-
dc.contributor.authorCarvalho, Graça Simões de-
dc.date.accessioned2009-06-03T14:36:24Z-
dc.date.available2009-06-03T14:36:24Z-
dc.date.issued2009-05-13-
dc.identifier.citationGONÇALVES, Emília ; CARVALHO, Graça Simões de - A abordagem da saúde nos programas de educação física ao longo do ensino básico e secundário e perspectiva de professores. In PEREIRA, B. [et al.], coord. – “Seminário International de Educação Física, Lazer e Saúde, 5, Açores, Portugal, 2009 : actas” [CD-ROM]. [Ponta Delgada : Universidade dos Açores, 2009].en
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1822/9293-
dc.description.abstractO Ministério da Educação elabora os programas, referindo as competências essenciais para cada ciclo de escolaridade para que haja, a nível nacional, uma equidade nos conteúdos a leccionar. Cabe ao docente examinar, interpretar e agir em concordância com eles, adaptando-os às condições da escola e recursos da comunidade, num projecto que vá ao encontro dos alunos. Este estudo visa analisar, numa perspectiva de educação para a saúde, a evolução dos programas nacionais de Educação Física e a transposição didáctica realizada pelos docentes, desses mesmos programas, em cada nível de ensino. Da análise feita aos programas de Educação Física salientamos o facto de, no 1º ciclo, não ser referido nenhum dos itens das duas palavras-chave pesquisadas “Temas de saúde” e “ Saúde e qualidade de vida”. Os restantes ciclos mostram uma progressão na adaptação dos conteúdos aos programas, principalmente no 3º ciclo e no ensino secundário. O tema chave “Saúde e qualidade de vida” ainda não é contemplado nos programas do 2º ciclo, mas os restantes ciclos dão ênfase aos conteúdos relacionados com a saúde, qualidade de vida, estilo de vida, promoção da saúde, factores de saúde e risco e sedentarismo e, no programa do ensino secundário é ainda referida a educação para a saúde, a nível individual. Das entrevistas realizadas concluímos que os professores do 1º ciclo consideram o programa extenso e que não relaciona a Educação Física à saúde. Os docentes dos restantes ciclos partilham da mesma opinião, acrescentam a dificuldade em transmitir conteúdos relacionados com a saúde devido ao amplo programa que se lhes apresentam. Referem ainda que, na maioria dos casos, transmitem esses conteúdos em contexto de sala de aula, ou seja, em aulas práticas, como prevenção ou então quando surge algum caso inesperado. Constatam ainda a adopção de conteúdos demasiado técnicos para a idade dos alunos.en
dc.description.sponsorshipEuropean project FP6 “Biohead-Citizen” CIT2-CT-2004-506015en
dc.description.sponsorshipFundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) - LIBEC/CIFPEC 16/644, PTDC/CED/65224/2006en
dc.language.isoporen
dc.publisherUniversidade dos Açoresen
dc.relationinfo:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876-PPCDTI/65224/PT-
dc.rightsopenAccessen
dc.subjectEducação físicaen
dc.subjectProgramas nacionaisen
dc.subjectManuais escolaresen
dc.subjectProfessoresen
dc.titleA abordagem da saúde nos programas de educação física ao longo do ensino básico e secundário e perspectiva de professoresen
dc.typeconferencePaperen
dc.peerreviewedyesen
Appears in Collections:CIEC - Textos em atas
DCILM - Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EdFLazSaude_Goncalves-E.pdfArtigo156,31 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID