Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/68406

TitlePolítica de comunicação: veneno ou remédio? Um olhar sob a perspetiva da comunicação organizacional
Author(s)Martins, Cristiane Venancio de Oliveira
Ruão, Teresa
Duarte Melo, Ana
KeywordsComunicação
Organização
Política de comunicação organizacional
Issue dateDec-2020
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
CitationMartins, C. V. O., Ruão, T. & Duarte Melo, A. (2020). Política de comunicação: veneno ou remédio? Um olhar sob a perspetiva da comunicação organizacional. In Z. Pinto-Coelho; T. Ruão & S. Marinho (Eds.), Dinâmicas comunicativas e transformações sociais. Atas das VII Jornadas Doutorais em Comunicação & Estudos Culturais (pp. 328-349). Braga: CECS.
Abstract(s)Vivemos em um mundo aparelhado, onde as organizações têm relação plural com as atividades do cotidiano. Como organismos vivos, as organizações se comunicam e desenvolvem ações baseadas em filosofias e políticas, que vão orientar seus relacionamentos. Os padrões de comunicação das organizações têm implicações diretas na construção da sua imagem diante de seus públicos. Um instrumento que apoia e direciona a produção do sentido no contexto de uma organização é a política de comunicação organizacional, que pode ser caracterizada como a formalização ou a sistematização das possibilidades das suas ações de comunicação. Entendemos ainda que as composições de significado no contexto de uma organização, atualmente, têm como um de seus principais objetivos a colaboração para a construção de uma imagem com sentido para os seus públicos. Estas construções, totalmente atravessadas por aparelhagem tecnológica, buscam um troféu: a atenção do internauta. A política de comunicação organizacional pode ser um importante instrumento para isso, pois vivemos a era da economia da atenção. Com a liberdade permitida pela proposta de um ensaio, recorremos a conceitos e a relações entre conceitos (Almeida & Pinto, 1972) para elucubrar sobre a real utilidade de uma política de comunicação organizacional. Será um remédio para resolver os problemas de comunicação? Ou será um veneno, que vai tirar a criatividade dos processos comunicacionais de uma organização? Certamente, é importante refletirmos sobre o fato de que as práticas simbólicas organizacionais podem ser direcionadas e que sempre haverá vantagens e desvantagens a partir dos discursos da organização.
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/68406
e-ISBN978-989-8600-92-9
Publisher versionhttp://www.cecs.uminho.pt/publicacoes/livros/?cat=atas
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CECS - Atas em congressos | Seminários / conference proceedings
DCC - Atas em congressos | Seminários / conference proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_Martins_Ruao_Duarte-Melo_Politica-de-comunicacao.pdf172,91 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID