Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56495

TitleO falar bracarense: Mitos, identidades e palavrões
Author(s)Teixeira, José
Keywordsfalar bracarense
léxico e regionalismos
língua e vivências culturais
calão
cascavelho
Issue dateMar-2018
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Estudos Lusíadas (CEL)
CitationTeixeira, José (2018). “O Falar Bracarense: mitos, identidades e palavrões” in Teixeira, José (Org.) (2018). Espaços, Culturas Urbanas e Contemporaneidade, Centro de Estudos Lusíadas da Universidade do Minho, Braga. pp. 159-178.
Abstract(s)Não há um espaço humano sem uma língua que o delimite. Mas também não pode haver uma língua sem um espaço físico e social. No caso do “espaço bracarense”, que especificidades podem identificar a forma de usar a língua? Não tendo por finalidade dirigir-se a um público de especialistas sobre dialetologia, este texto consiste apenas num conjunto de reflexões que procuram fundamentar e exemplificar, numa dimensão sociolinguística, a relação entre um espaço geográfco e as suas idiossincrasias linguísticas e vivenciais-culturais. Procurar-se-á, através de testemunhos do Projeto Perfil Sociolinguístico da Fala Bracarense (https://sites.google.com/site/projectofalabracarense/home), evidenciar a importância que alguns elementos lexicais podem ter num determinado espaço geográfico, bem assim como refletir sobre a autoconsciência que o falante bracarense tem da sua fala.
Human spaces generally have a limit established by language. And Language cannot exist outside of a physical and social space. Which linguistic specificities can then identify the way “Braga people” use their language? Although this text is not aimed at an audience of dialectology experts, it consists in a set of justifying and exemplifying thoughts, framed by sociolinguistic dimension and addressing the relationship between a geographic space and its linguistic, daily life and cultural idiosyncrasies. Instead, it will try and show the relevance of some lexical elements within a geographic space as well as to reflect upon the Braga speaker’s self-awareness of his/her own speech conditions amidst the same geographic space. The text will be supported by the testimonies provided by the Research Project Sociolinguistic profle of Braga speakers (https://sites.google.com/site/projectofalabracarense/home).
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56495
ISBN978-989-755-336-3
AccessOpen access
Appears in Collections:CEHUM - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Separata Falar bracarense.pdf7,05 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID