Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/51355

TitleGastroenterite Aguda por Rotavírus em Portugal: Estudo Multicêntrico
Other titlesAcute Rotavirus Gastroenteritis in Portugal: A Multicentre Study
Author(s)Rodrigues, Fernanda
Lopes, Ana Isabel
Iturriza-Gomara, Miren
Nawaz, Sameena
Cruz, António
Antunes, Henedina
Loreto, Helena
Dias, Jorge Amil
Cunha, José da
Varandas, Luís
et. al.
KeywordsRotavirus
Acute Gastroenteritis
Portugal
Rotavírus
Gastroenterite
Diarreia
Issue date11-Jan-2015
PublisherSociedade Portuguesa de Pediatria
JournalActa Pediátrica Portuguesa
CitationRodrigues, F., Lopes, A. I., Iturriza-Gomara, M., Nawaz, S., Cruz, A., Antunes, H., ... & Silveira, L. (2015). Gastroenterite Aguda por Rotavírus em Portugal: Estudo Multicêntrico
Abstract(s)Introduction and aims: Considering the limited data on rotavirus (RV) disease in Portugal, this study aimed to estimate the proportion of RV acute gastroenteritis (AG) among Emergency Service (ES) visits in several centres in the country and characterise its clinical and molecular profile. Methods: Prospective, multicentre, observational study of children aged <5 years, with AG, attending ten paediatric ES, between October 2008 and September 2009. Demographic and clinical data were collected. RV positive samples were genotyped by PCR. Results: 1846 children were included, 58% male, mean age 19.3±14.4 months. Stools tested positive for RV in 28.3% (95% CI, 26.2-30.4%), with a higher prevalence in the winter and spring and in children aged 7 to 24 months. The most frequent genotypes were G4P[8] (46%) and G1P[8] (37%), with a geographical trend from north to south. Children with RVAG were more likely to have fever, vomiting, weight loss, dehydration and need for hospitalization (p<0,001 for all comparisons) and, therefore, more severe disease than RV negative cases. Conclusions: During the study period, RVAG in Portuguese children aged <5 years accounted for a great burden in the healthcare system, requiring care in the ES and hospitalisation. There were important differences in genotype prevalence among regions. In the era of RV vaccines, this knowledge is important for policy decisions concerning disease prevention and to monitor trends of RV molecular epidemiology.
Os dados sobre diarreia por rotavírus em Portugal são limitados. Este estudo teve como objectivo estimar a proporção de gastroenterite aguda por este vírus em crianças observadas em serviços de urgência de vários hospitais do país e analisar as suas características clínicas e moleculares. Estudo prospectivo, multicêntrico, observacional, incluindo crianças como menos de 5 anos, com gastroenterite aguda, observadas em 10 serviços de urgência pediátricos, entre outubro de 2008 e setembro de 2009. Foram recolhidos dados demográfico e clínicos. as amostras positivas de rotavírus foram genotipadas por reacção em cadeia da polimerase. Foram incluídas 1846 crianças, 58% do sexo masculino, com idade média de 19,3 +- 14,4 meses. Foi identificado rotavírus nas fezes em 28,3% (intervalo de confiança 95%, 26,2-30,4%), com maior proporção no inverno e na primavera e em crianças com idade de 7-24 meses. Os genótipos mais frequentes foram G4P(8) (46%) e G1P(8) (37%), com variações de norte para sul. As crianças com gastroenterite por rotavírus tinham probabilidade significativamente superior (p<0,001) de ter febre, vómitos, perda de peso, desidratação e necessidade de internamento, comparativamente aos casos negativos para rotavírus. A gastroenterite aguda por rotavírus em crianças portuguesas com idade inferior a 5 anos associou-se a maior morbilidade e hospitalização do que nos casos sem identificação de rotavírus. Houve diferenças importantes na distribuição dos genótipos entre as regiões. Na era das vacinas contra o rotavírus, este conhecimento é importante para as decisões relativas à prevenção da doença e para monitorizar tendências da epidemiologia molecular do rotavírus
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/51355
ISSN0873-9781
Publisher versionhttp://actapediatrica.spp.pt/article/view/6402
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ICVS - Artigos em Revistas Internacionais com Referee

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6402-19379-1-pb.pdf141,75 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID