Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/40712

TitleDa dependência à independência: o papel da família no processo de reinserção do toxicodependente e alcoólico
Author(s)Ferreira, Andreia Manuela Oliveira
Advisor(s)Rabot, Jean-Martin
KeywordsToxicodependência
Alcoolismo
Reinserção social
Família
Drug addiction
Alcoholism
Social reintegration
Family
Issue date2015
Abstract(s)A tendência figura para um crescimento cada vez maior de indivíduos que pedem ajuda para o tratamento de dependências ligadas às drogas (lícitas e ilícitas). A toxicodependência e o alcoolismo estão a revelar-se problemáticas não só para aqueles que usam e abusam do seu consumo, mas ainda para aqueles que rodeiam esses consumidores, falamos aqui particularmente da família que convive diariamente com o consumidor. Os estudos disponíveis sobre esta problemática levam a crer que o apoio da família poderá intervir no processo de reinserção social destas populações no sentido de uma melhor integração social, mas os muitos anos penosos passados com estes consumidores levam muitas vezes a um abandono e desinteresse por parte da família. Todavia, cremos que o acompanhamento próximo dos familiares durante o processo de tratamento pode ditar o sucesso ou insucesso do dito tratamento, ou em parte acelerálo ou atrasá-lo mediante a presença ou ausência do apoio familiar. O objetivo desta pesquisa passa precisamente por esta discussão, perceber que apoio têm os dependentes da família quando se sujeitam a um tratamento, e qual a influência que a presença, ou por outro lado, a ausência, podem ter neste processo de tratamento. Estas problemáticas podem ser percebidas de diversas perspetivas, contudo, e tomando uma visão sociológica, abordamos esta problemática à luz da Sociologia do Desvio, e como tal como um desvio à norma social. Por essa mesma razão além de frisar todo o processo de autoexclusão em que o dependente se emerge, abordamos também o processo de exclusão social a que estas populações são sujeitas por parte da sociedade após receberem o rótulo de “drogado” e “bêbado”. O estudo particular desta dissertação foi realizado no Centro de Solidariedade Social/Projecto Homem na valência de Reinserção Social, contou com a participação de dez indivíduos residentes em permanência na instituição, cinco oriundos da problemática do álcool e outros cinco provenientes da problemática da droga. Deste estudo concluiuse que o distanciamento da família em relação ao familiar e ao seu processo de tratamento pode, em certa parte, dificultar o processo de reinserção social do indivíduo.
The trend figures for an ever-increasing growth of individuals who ask for help to the treatment of dependencies linked to drugs (licit and illicit). Drug addiction and alcoholism are very problematic, not only for those who use and abuse of their consumption, but also to those that surround these consumers, we are talking here particularly of their families, who live daily with them. The available studies on this issue suggest that the support of the family will be able to intervene in the process of social reintegration of these populations, towards a better social integration, however the many painful years passed with these consumers often lead to an abandonment and lack of interest on the part of the family. However, we believe that the close monitoring of family members during the treatment process can dictate the success or failure of treatment, or partly accelerates it or slow it down upon the presence or absence of family support. The aim of this research goes precisely for this discussion, realize that they have the support of dependent family when undergo a treatment, and what is the influence that the presence, or absence, on the other hand can have this treatment process. These problematics can be seen from different perspectives, however, and taking as an sociological vision, we address this matter in the light of the Sociology of Deviance, and as such as a deviation to the social norm. For this same reason and beyond point out all the self-exclusion process in which the dependent emerge, we discussed also the social exclusion process that these populations are subject by society after receiving the label of “stoned” and “drunk”. The particular study of this dissertation was performed at the institute of Social Reintegration of Centro de Solidariedade Social/Projecto Homem, with the participation of ten individuals permanent residents in the institution, five of them with alcohol problems and the other five with drug issues. This study concluded that the distance of the family in relation to the consumer in is treatment process may, in some ways, complicate the process of social rehabilitation.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Sociologia (área de especialização em Desenvolvimento e Políticas Sociais)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/40712
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CECS - Dissertações de mestrado / Master dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_Andreia Ferreira_2015.pdf1,76 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID