Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/81151

TitleCaleidoscópio de olhares sobre a maximização do potencial de crescimento e desenvolvimento da criança: uma análise SWOT
Author(s)Martins, Cristina Araújo
KeywordsCriança
Crescimento
Desenvolvimento
Promoção da saúde
Issue dateDec-2022
PublisherAMEC Ediciones
CitationMartins, C. A. (2022). Caleidoscópio de olhares sobre a maximização do potencial de crescimento e desenvolvimento da criança: uma análise SWOT. In J. S. Lozano (Ed.), Libro de Actas del Congreso CODIPROCIN 2022 (pp. 27). AMEC Ediciones.
Abstract(s)Os ganhos em saúde infantil nas últimas décadas têm sido notáveis, mas importa que se garanta a sustentabilidade destes resultados. O investimento nos primeiros anos de vida oferece uma oportunidade singular para potenciar as habilidades das crianças e lançar as bases para uma vida saudável. Tendo por base uma estratégia focada em problemáticas atuais da infância, este estudo pretendeu identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças percebidas na maximização do potencial de crescimento e desenvolvimento da criança, a partir das perspetivas de enfermeiros em formação especializada de saúde infantil e pediátrica. Envolveu uma amostra de 19 participantes. Os dados da matriz SWOT (do inglês, strengths, weaknesses, opportunities, threats) foram analisados com recurso à técnica de análise temática. Os resultados destacaram pareceres que se ancoram em princípios da promoção da saúde, com diversidade de enfoques, objetos e finalidades associados, evidenciando alguma indefinição conceitual e metodológica a respeito. Coexistem conceções e práticas com enfoque nos determinantes sociais e outras centradas na prevenção de doenças e fatores de riscos. Questões relacionadas com cidadania e envolvimento e participação dos cidadãos e das comunidades foram pouco valorizadas nos discursos dos participantes, em oposição a planos de investimento material e de desenvolvimento organizacional e à valorização humana e profissional de quem trabalha no setor da saúde, bem como do papel catalisador assumido pelo Serviço Nacional de Saúde. A articulação intersectorial e o investimento político e financeiro foram identificados como fatores de (in)sucesso para a promoção da saúde. Considera-se que este estudo produziu evidências que permitem alimentar a reflexão crítica e estratégica em torno da maximização do potencial de crescimento e desenvolvimento da criança, de modo a ir ao encontro de uma atuação coletiva, integrada e consciente e ampliar as possibilidades de intervenções efetivas e mais universais. Importa (re)pensar o processo ensino-aprendizagem dos profissionais de enfermagem.
TypeAbstract
URIhttps://hdl.handle.net/1822/81151
ISBN978-84-17584-48-1
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Livros de atas / Papers in conference proceedings


Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID