Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/11896

TitleDiferenças processuais na aprendizagem : avaliação alternativa das estratégias de auto–regulação da aprendizagem
Author(s)Rosário, Pedro
KeywordsAprendizagem auto-regulada
Estratégias de aprendizagem
Rendimento
Issue dateMar-2001
JournalPsicologia, Educação e Cultura
Citation"Psicologia, Educação e Cultura". 5:1 (Maio 2001) 87-102.
Abstract(s)Este artigo reflecte uma investigação sobre as estratégias de estudo de 558 alunos do 10 e 12º ano dos quatro agrupamentos do ensino secundário. As estratégias de auto-regulação da aprendizagem foram avaliadas segundo uma metodologia qualitativa com base nos estudos de Barry Zimmerman e colegas (1986, 1988, 1996) que identifica as 14 estratégias de auto-regulação da aprendizagem mais comuns na abordagem dos alunos às tarefas de aprendizagem. Esta investigação visa identificar as estratégias de auto-regulação da aprendizagem que os alunos do Secundário utilizam quando enfrentam as suas tarefas académicas. São analisadas neste artigo as relações entre as estratégias utilizadas pelos alunos, o ano escolar, as suas classificações escolares, e discutidas as implicações destes dados para a prática docente, a fim de contribuir para a compreensão do processo de aprendizagem dos alunos do Secundário e promover aprendizagens mais significativas.
TypeArticle
URIhttps://hdl.handle.net/1822/11896
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIPsi - Artigos (Papers)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2001_diferencas_processuais_aprendizagem.pdf4,6 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID