Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/9200

TitleOs centros de recursos biológicos como suporte do futuro da biotecnologia e da bioeconomia
Other titlesThe biological resources centres underpinning the future of biotechnology and bioecon
Author(s)Lima, Nelson
KeywordsDiversidade microbiana
Conservação
Gestão da qualidade
Sistema de acreditação/certificação
Propriedade intelectual
Patentes
Microbial diversity
Preservation
Quality management
Accreditation/certification system
Intellectual property rights
Patents
Issue date28-Sep-2008
CitationLIMA, Nelson - Os centros de recursos biológicos como suporte do futuro da biotecnologia e da bioeconomia. In BRAZILIAN CONGRESS OF BIOENERGY AND INTERNATIONAL SYMPOSIUM OF BIOFUELS, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, 2008 – “CONBIEN 2008 : anais” [CD-ROM]. [S.l. : s.n., 2008].
Abstract(s)Desde 1982 que as colecções de culturas trabalham em conjunto para implementarem uma política comum, partilharem tecnologias e procurarem projectos colaborativos. Adicionalmente, o Grupo de Trabalho em Biotecnologia da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) tem defendido os centros de recursos biológicos (BRCs) como elementos chave na infra-estrutura científica e tecnológica das ciências da vida e biotecnologia. A OCDE, em 2001, publicou um relatório que enfatiza o potencial dos BRCs para consolidarem o futuro das ciências da vida e biotecnologia, enquanto recomendava a criação de uma rede de centros de recursos biológicos global. Na segunda fase desta iniciativa, a OCDE encarregou um grupo de missão, formado por delegações de países da OCDE e fora desta, com a tarefa de desenvolver, até ao final de 2006, um plano de implementação das recomendações enunciadas no relatório. Isto incluiu, (i) normas de funcionamento comum, (ii) normas para ligação e trocas de informação, (iii) acções apropriadas para a segurança, (iv) regulação sobre a gestão da arquitectura institucional e (v) financiamento.
Since 1982 that culture collections worked together to implement a common policy, share technologies and establish collaborative projects. Furthermore, the Organisation for Economic Cooperation and Development (OECD) task-force on Biotechnology has promoted the Biological Resources Centres (BRCs) as key elements on the scientific and technologic infrastructure for the life sciences and biotechnology. The OECD, in 2001, published a report showing the potential of BRCs to underpinning the future of life sciences and biotechnology. The OECD in this report foster the creation of a global network of biological resources centres. After that, the OECD established a task-force with OECD national delegates and other invited countries to propose, at the end of 2006, a plan to implement the recommendations of the report. The report addresses, (i) general best practices guidelines for all BRCs, (ii) guidelines for networking and information exchanges, (iii) best practices guidelines on biosecurity, (iv) regulation about management and organization structures (v) founding.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/9200
AccessOpen access
Appears in Collections:CEB - Artigos em Livros de Atas / Papers in Proceedings
DCILM - Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CONBIEN2008-P09[1].PDF117,13 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID