Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/85894

TitleDinâmicas da família empresária, reflexividade e o “protocolo familiar”
Author(s)Marques, Ana Paula
Costa, António Nogueira da
Freire, Paula
KeywordsAssembleia de família
Roadmap
Norte Portugal
Empresa familiar
Protocolo familiar
Issue date2018
PublisherAssociação Portuguesa de Sociologia (APS)
Abstract(s)O projeto “Roadmap para as empresas familiares portuguesas” (2016-2018), financiado pelo NORTE 2020/ FEDER, liderado pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS) – Polo da Universidade do Minho, conta com a parceria da Associação Empresarial de Portugal (AEP). Tem como objetivo central mapear as empresas familiares do Norte do país para conhecer e avaliar o seu impacto na economia local, nacional e internacional. Na concretização deste mapeamento das empresas familiares, conhecidas pela sua relativa invisibilidade (político-institucional e económico-social) organizou-se um Ciclo de 8 workshops para as empresas familiares da região Norte, distribuída pelas 8 NUTs, ao longo dos meses de maio 2017 a fevereiro 2018, subordinado à temática “Empresas Familiares Enfrentar os Desafios, Assegurar a Continuidade”. Nestes 8 workshops, estiveram envolvidos, em média, entre 12 a 20 empresários/as familiares, desde assistência à apresentação de testemunhos em primeira pessoa. Tratando-se de uma temática transversal aos vários workshops foi-nos possível sistematizar um conjunto de preocupações e desafios comuns aos testemunhos do/as empresário/as que participaram, em especial, no que diz respeito à questão da sucessão da empresa. Neste contexto, a ferramenta do “protocolo familiar” afigura-se com potencial efetivo para o planeamento da sucessão empresarial, contribuindo para as boas práticas do seu governo, a continuidade da empresa sob o controlo da família e a própria coesão familiar. A partir desta experiência, foi-nos possível: 1) dar conta dos processos de participação das empresas familiares em dinâmicas coletivas de partilha e discussão de tópicos internos; 2) destacar a importância da “voz” das empresas familiares na sinalização de preocupações e desafios comuns, particularmente tendo em conta a emergência de uma nova geração de empresário/as mais qualificado/as e/ou atuando em mercados competitivos e globais; 3) pôr em evidência a importância da ferramenta do “protocolo familiar” como boa prática de governo da empresa familiar e da família empresária. Este último aspeto merecerá particular destaque já que o protocolo familiar é um processo que visa definir e regular os três principais poderes de uma empresa familiar - o poder dos sócios, o poder da gestão e o poder da família - profissionalizar a família empresária e consequentemente auxiliar na continuidade do negócio ao longo das consecutivas gerações
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/85894
ISBN978-989-97981-3-7
Publisher versionhttps://aps.pt/wp-content/uploads/X_Congresso//Trabalho_XAPS-20267.pdf
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CICS-UMINHO - Atas/Proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
(2018) Dinâmicas da família empresária, reflexividade e o protocolo familiar.pdf583,54 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID