Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/84510

TitleUm olhar acerca da vacinação nas representações sociais de crianças brasileiras
Author(s)Gaspi, Suelen de
Júnior, Carlos Alberto de Oliveira Magalhães
Tracana, Rosa Branca
Carvalho, Graça Simões de
Schneider, Eduarda Maria
KeywordsCOVID-19
Vacina
Issue date2022
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC)
CitationGaspi, S., Junior, C.A.O.M. P. & Carvalho, G.S. (2022) Um olhar acerca da vacinação nas representações sociais de crianças brasileiras. In: Anastácio, Z., Winkelmann, E.R. & Carvalho, G.S. (Orgs.) 9º CIS Congresso Internacional em Saúde (CISaúde-2022) – Investigação, Humanização e Superação (livro de resumos). Braga: CIEC, Instituto de Educação, Universidade do Minho, p.33-34
Abstract(s)Introdução: A pandemia da Covid-19 e a necessidade de vacinar a população de forma. emergencial trouxe para a discussão algo que nos últimos anos já se noticiava, o movimento antivacinação. Este movimento não começou junto com o estado pandêmico, mas se acentuou ainda mais nesse período e colocou em cheque a necessidade de transpor cada vez mais esse tema amplamente difundido no universo científico para os bancos escolares em todas as fases de escolarização. Neste cenário, o Ensino de Ciências assume um papel primordial na difusão de saberes que norteiam a importância da vacinação e os agravantes da falta de imunização. Para entender melhor esse movimento, é preciso compreender as representações dos indivíduos como forma de ampliar caminhos para a mudança desse cenário. Objetivos: Assim, o objetivo principal deste estudo é identificar e analisar as representações sociais de crianças brasileiras das séries iniciais do ensino fundamental acerca do tema vacinação. Metodologia: Para a análise dos dados, utilizamos a técnica de evocação livre de palavras a partir do termo indutor “vacinação” e a análise de coocorrências de evocações a fim de identificar a centralidade das representações.Resultados: demonstraram como elementos centralizadores que norteiam as representações sociais dessas crianças, os termos “agulha” e “dor”. Conclusões: Estes Resultados reforçam a importância de discutir a temática a vacinação no ensino de ciências, ainda mais diante da explosão das redes sociais e a disseminação de “fake news”. Cada vez mais, é preciso evidenciar a importância da vacinação, não apenas como fator de proteção individual, mas também como compromisso com a saúde coletiva. O presente estudo mostrou, ainda, a necessidade de prevenção da fobia às agulhas que ocorre nas primeiras experiências de vacinação, motivo esse que a escola, como habitualmente, deve assumir-se como uma aliada no enfrentamento dessa realidade junto as crianças e suas famílias.
TypeOral presentation
URIhttps://hdl.handle.net/1822/84510
ISBN978-972-8952-81-5
Publisher versionhttp://eventos.ciec-uminho.org/9cis/
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Comunicações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9CIS_p33-34_Vacinacao.pdf277,47 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID