Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/77058

TitleO papel da cultura organizacional na gestão de situações de crise: o caso da pandemia Covid-19
Other titlesThe role of organizational culture in managing crisis situations: the case of the Covid-19 pandemic
Author(s)Torres, Rachel Blenda de Aquino
Advisor(s)Fernandes, Maria Emília Pereira
KeywordsCultura
Organização
Pandemia
Crise
Brasil
Culture
Organization
Pandemic
Crisis
Brazil
Issue date2021
Abstract(s)Ter uma gestão que entenda como solucionar os problemas organizacionais é uma boa estratégia, principalmente em momentos como os vividos atualmente. A crise econômica causada pela pandemia do coronavírus tornou-se uma realidade mundial em 2020. Quase todas as empresas foram atingidas, muitas das quais foram afetadas negativamente. Desligamentos, cortes de custos e dispensas tornaram-se tarefas diárias nas organizações. O presente trabalho procura demonstrar a importância da cultura organizacional nas organizações e como ela se torna um factor relevante para passar por situações imprevisíveis. Sabemos que toda organização é composta por membros e para que todos estejam bem conectados, é necessário formular regras que determinem o seu próprio comportamento e também o ambiente organizacional. E essas normas são criadas através da cultura que define o caminho da integração. Logo, a cultura organizacional é um modelo usado para os actuais e novos membros da organização aprenderem a respeitar, exercitar e ensinar as crenças, costumes e valores, criando assim regras para a coexistência interpessoal. Entende-se que o contínuo desenvolvimento do mercado global e as constantes mudanças no ambiente pedem que as organizações reexaminem a sua própria cultura e, em alguns casos, até mesmo a mudem completamente, pois só assim poder-se-ão se adaptar ao ambiente e ao mercado. Para levar a cabo o presente trabalho foi realizado um estudo de caso acerca da influência que a cultura organizacional tem sobre as situações imprevisíveis que possam surgir em períodos de crise, com ênfase na pandemia da COVID-19. Neste sentido, desenvolveu-se um estudo exploratório de caráter qualitativo, que consistiu na realização de 20 entrevistas semiestruturadas, como método de recolha de dados. A análise dos dados provenientes das entrevistas permitiu uma melhor compreensão da relação que a cultura de uma organização tem na resolução de possíveis problemas em situações de crise.
Having a management that understands how to solve organizational problems is a good strategy, especially in times like those currently experienced. The economic crisis caused by the coronavirus pandemic became a global reality in 2020. Almost all companies were affected, many of which were negatively affected. Shutdowns, cost cutting and layoffs have become daily tasks in organizations. This paper seeks to demonstrate the importance of organizational culture in organizations and how it becomes a relevant factor to go through unpredictable situations. We know that every organization is composed of members and for everyone to be well connected, it is necessary to formulate rules that determine their own behavior and also the organizational environment. And these norms are created through the culture that defines the path to integration. Therefore, organizational culture is a model used for current and new members of the organization to learn to respect, exercise and teach beliefs, customs and values, thus creating rules for interpersonal coexistence. It is understood that the continuous development of the global market and the constant changes in the environment require organizations to re-examine their own culture and, in some cases, even change it completely, as only then will they be able to adapt to the environment and to the market. To carry out this work, a case study was carried out on the influence that organizational culture has on unpredictable situations that may arise in periods of crisis, with an emphasis on the COVID-19 pandemic. In this sense, an exploratory study of a qualitative nature was developed, which consisted of conducting 20 semi-structured interviews, as a method of data collection. The analysis of data from the interviews allowed a better understanding of the relationship that the culture of an organization has in solving possible problems in crisis situations.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Gestão e Negócios
URIhttps://hdl.handle.net/1822/77058
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Rachel_Torres.pdf2,53 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID