Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/76936

TitleAplicação de sistemas de informação geográfica à análise de vulnerabilidades socioambientais causadas pelo uso e ocupação de áreas de influência fluvial na Amazónia Brasileira
Other titlesThe application of geographic information systems to the analysis of socioenvironmental vulnerabilities caused by the use and occupation of fluvial influence areas in the Brazilian Amazon
Author(s)Andrade, Rony Iglecio Leite de
Advisor(s)Ribeiro, Vítor Patrício Rodrigues
Remoaldo, Paula Cristina Almeida
KeywordsAmazónia
Impacte Socioambiental
Sistema de Informação Geográfica
Tabatinga
Vulnerabilidade e Risco
Amazon
Socio-environmental Impact
Geographic Information System
Tabatinga
Vulnerability and Risk.
Issue date9-Sep-2021
Abstract(s)A presente investigação teve como objetivo principal a construção de um modelo que pode auxiliar na identificação de áreas com vulnerabilidades socioambientais em espaços de influência fluvial e na Amazónia brasileira. Foi utilizado como território de estudo o município de Tabatinga, que faz fronteira com a Colômbia e o Perú e que sofre influência da dinâmica do rio Solimões. Foram usadas fontes primárias e secundárias. As fontes primárias, tendo por base imagens de satélite, conduziram à elaboração de cartografia temática dos elementos ambientais e das formas de uso e ocupação do território. Também foram aplicados inquéritos por questionário aos grupos populacionais residentes no centro urbano de Tabatinga. As fontes secundárias foram extraídas de bases de dados de instituições públicas centrando-se em informação socioeconómica da população, sendo posteriormente utilizada na elaboração do modelo cartográfico. Os SIG foram importantes para a construção dos mapeamentos e necessários para a conjunção dos indicadores de vulnerabilidades no modelo, compondo quatro dimensões: A – Ambiental, B – Socioeconómica, C – Infraestrutural e Institucional e D – Individual. Para cada uma dessas dimensões foi elaborado um índice de vulnerabilidade classificando os setores censitários de Tabatinga em cinco níveis de vulnerabilidade (Muito Baixo, Baixo, Médio, Elevado e Muito Elevado). Os resultados revelaram que as áreas de ocupação indígena apresentaram, ao nível do município, um índice de vulnerabilidade socioambiental muito elevado, considerando os níveis de pobreza e a ausência de infraestruturas básicas (energia, água potável e saneamento). Ao nível do núcleo urbano, observou-se que os setores adjacentes à orla fluvial e os mais afastados do centro, caraterizaramse como áreas de elevada vulnerabilidade socioambiental, em razão da maior instabilidade ambiental, nas planícies fluviais, com risco de inundações e erosão, assim como dos aglomerados residenciais sem infraestruturas básicas. Constatou-se que as áreas com elevadas vulnerabilidades ambientais são também aquelas onde se verificam elevadas vulnerabilidades socioeconómicas e infraestruturais. Esperase que esta investigação contribua para a formulação de políticas públicas nos espaços fluviais, de modo a induzir usos adequados às potencialidades dos ambientes.
The main objective of this research was to build a model that can help in the identification of areas with socio-environmental vulnerabilities in spaces of fluvial influence and in the Brazilian Amazon. The municipality of Tabatinga, which borders Colombia and Peru and is influenced by the Solimões River dynamics, was used as study territory. Primary and secondary sources were used. The primary sources, based on satellite images, led to the elaboration of thematic cartography of the environmental elements and the ways of use and occupation of the territory. Questionnaire surveys were also applied to population groups living in the urban center of Tabatinga. The secondary sources were extracted from databases of public institutions focusing on socio-economic information of the population and were later used in the elaboration of the cartographic model. GIS were important for the construction of the mapping and necessary for the conjunction of vulnerability indicators in the model, composing four dimensions: A - Environmental, B - Socio-economic, C - Infrastructure and Institutional and D - Individual. For each of these dimensions a vulnerability index was elaborated classifying Tabatinga's census sectors in five vulnerability levels (Very Low, Low, Medium, High and Very High). The results revealed that the areas of indigenous occupation presented a very high socio-environmental vulnerability index at the municipality level, considering the levels of poverty and the absence of basic infrastructure (energy, drinking water and sanitation). At the urban core level, it was observed that the sectors adjacent to the riverbank and those furthest from the center were characterized as areas of high socio-environmental vulnerability, due to greater environmental instability, in river plains, with risk of flooding and erosion, as well as residential settlements without basic infrastructure. Areas with high environmental vulnerabilities were also found to be those with high socioeconomic and infrastructural vulnerabilities. This research is expected to contribute to the formulation of public policies in river spaces, in order to induce uses appropriate to the potential of the environments.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Geografia (Especialidade de Geografia e Planeamento Regional)
URIhttps://hdl.handle.net/1822/76936
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
GEO - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rony Iglecio Leite de Andrade.pdfTese de Doutoramento8,95 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID