Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/74137

TitleDinâmicas da família empresária, reflexividade e a sucessão: a ferramenta do protocolo familiar
Other titlesDynamics of the entrepreneurial family, reflexivity and succession: the tool of the family protocol
Author(s)Marques, Ana Paula
Costa, António Nogueira da
Freire, Paula
Editor(s)Ribeiro, Alexsandro Teixeira
KeywordsPortugal
Família Empresária
Sucessão
Reflexividade
Poder
Protocolo Familiar
Family business
Succession
Reflexivity
Power
Family protocol
Issue date2020
PublisherAtena Editora
CitationMarques, A. P., Costa, A. N., & Freire, P. (2020). Dinâmicas da família empresária, reflexividade e a sucessão: a ferramenta do protocolo familiar. In A. T. Ribeiro (Ed.), Sociologia e as questões interpostas ao desenvolvimento humano 3 (pp. 135-150). Atena Editora.
Abstract(s)O projeto “Roadmap para as empresas familiares portuguesas” (2016-2018), financiado pelo NORTE 2020/ FEDER, liderado pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS) – Polo da Universidade do Minho, conta com a parceria da Associação Empresarial de Portugal (AEP). Tem como objetivo central mapear as empresas familiares do Norte do país para conhecer e avaliar o seu impacto na economia local, nacional e internacional. Na concretização deste mapeamento das empresas familiares, conhecidas pela sua relativa invisibilidade (político-institucional e económico-social) organizou-se um Ciclo de 8 workshops para as empresas familiares da região Norte, distribuída pelas 8 NUTs, ao longo dos meses de maio 2017 a fevereiro 2018, subordinado à temática “Empresas Familiares Enfrentar os Desafios, Assegurar a Continuidade”. Nestes 8 workshops, estiveram envolvidos, em média, entre 12 a 20 empresários/as familiares, desde assistência à apresentação de testemunhos em primeira pessoa. Tratando-se de uma temática transversal aos vários workshops foi-nos possível sistematizar um conjunto de preocupações e desafios comuns aos testemunhos do/as empresário/as que participaram, em especial, no que diz respeito à questão da sucessão da empresa. Neste contexto, a ferramenta do “protocolo familiar” afigura-se com potencial efetivo para o planeamento da sucessão empresarial, contribuindo para as boas práticas do seu governo, a continuidade da empresa sob o controlo da família e a própria coesão familiar. A partir desta experiência, foi-nos possível: 1) dar conta dos processos de participação das empresas familiares em dinâmicas coletivas de partilha e discussão de tópicos internos; 2) destacar a importância da “voz” das empresas familiares na sinalização de preocupações e desafios comuns, particularmente tendo em conta a emergência de uma nova geração de empresário/as mais qualificado/as e/ou atuando em mercados competitivos e globais; 3) pôr em evidência a importância da ferramenta do “protocolo familiar” como boa prática de governo da empresa familiar e da família empresária. Este último aspeto merecerá particular destaque já que o protocolo familiar é um processo que visa definir e regular os três principais poderes de uma empresa familiar - o poder dos sócios, o poder da gestão e o poder da família - profissionalizar a família empresária e consequentemente auxiliar na continuidade do negócio ao longo das consecutivas gerações.
The “Roadmap for Portuguese Family Businesses” (2016-2018) is a project funded within the framework of NORTE-02-0853-FEDER-000018 and is headed by the University of Minho (Portugal), in co-promotion with the Portuguese Entrepreneurial Association (AEP). Its main objective consisted in analyzing and assessing the impact of the family businesses of the North of Portugal on the local, national, and international economy (Marques, 2018). In order to accomplish this mapping of family businesses, known for their relative invisibility (political-institutional and economic-social), a cycle of 8 workshops was organized for family businesses in the North region, distributed by 8 N.U.T. III throughout the months of May 2017 to February 2018, under the topic “Family Businesses: Facing the Challenges, Ensuring Continuity”. Since this is a cross-cutting theme to the various workshops, a set of common concerns and challenges were systematized considering the testimonies of the businessmen who participated, especially regarding the question of the firm’s succession. Three aspects should be highlighted: 1) participation of family businesses in collective dynamics of sharing and discussion of internal topics; 2) importance of the “voice” of family businesses in signaling common concerns and challenges, due to the emergence of a new and more qualified generation of entrepreneurs and/ or operating in competitive and global markets; 3) importance of the “family protocol” tool as a good governance practice for the family business and the business family. This last aspect will be given particular emphasis since the family protocol is a process that aims to define and regulate the three main powers of a family business - the power of the partners, the power of management and the power of the family - to professionalize the entrepreneurial family and consequently support business continuity over consecutive generations.
TypeBook part
URIhttps://hdl.handle.net/1822/74137
ISBN978-65-5706-538-9
Publisher versionhttps://sistema.atenaeditora.com.br/index.php/admin/api/artigoPDF/42801
AccessOpen access
Appears in Collections:CECS - Livros e capítulo de livros / Books and book chapters

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A Sociologia e as Questões Interpostas ao Desenvolvimento Humano 3_so artigo.pdfDinâmicas da família empresária1,88 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID