Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/65858

TitleAlteridade e identidade na ficção cinematográfica em Portugal e em Moçambique
Other titlesOtherness and identity in cinematographic fiction in Portugal and in Mozambique
Author(s)Pereira, Ana Cristina Ribeiro
Advisor(s)Cabecinhas, Rosa
Ngomane, Nataniel José
KeywordsAlteridade
cinema moçambicano
cinema português
identidade
memória
Identity
memory
Mozambican cinema
otherness
Portuguese cinema
Issue date17-Oct-2019
Abstract(s)A presente tese visa compreender as representações identitárias veiculadas pelo cinema ficcional, em Portugal e em Moçambique, e como são negociadas por públicos de ambos os países. Mais especificamente, trata-se de perceber os modelos dominantes de representação de “nós” e do “outro” em longas-metragens de ficção de ambos os países, e posteriormente perceber como são discutidos por públicos portugueses e moçambicanos, filmes estreados entre 2006 e 2015. Durante este processo, descortina-se também a capacidade que o cinema contemporâneo revela, ou não, de propor imagens alternativas (aos referidos modelos dominantes) do “outro” africano/europeu. É levada a cabo uma aproximação ao Filme, nos dois países, em três etapas: analisa-se a construção das cinematografias, a circulação de Poder entre ambas e, mais especificamente, as formas de representação do “nós” na relação com um “outro”, sobretudo depois de 1975, porém considerando os legados anteriores. Depois, analisa-se o percurso e o discurso de autores específicos, sobre o cinema, os meios de produção, os regimes políticos e contextos internacionais, privilegiando o contributo dos cineastas, mas também o da crítica especializada e a legislação. Nesta fase, além de considerada globalmente a obra de cada autor, aprofundase a reflexão sobre um filme particular. Por fim, tendo como base discussões promovidas especificamente para esta investigação, analisa-se o discurso de públicos não especializados, em ambos os países, sobre o corpo fílmico selecionado. A reflexão que este trabalho constitui encontra uma profunda e pesada herança discursiva do passado colonial – ainda que por oposição, ou negação - tanto nos discursos fílmicos ao longo do tempo e no momento presente, como nas relações entre as culturas cinematográficas Portugal/Moçambique, ou Norte/Sul, como ainda nos diálogos que espectadores, de ambos os países, estabelecem com as obras e com um “outro” africano ou europeu. O cinema que ensaia contrapor discursos alternativos aos modelos hegemónicos comunica dificilmente com públicos não especializados e esta dificuldade é agravada pelo desinteresse mútuo (Portugal/Moçambique) a que ambas as cinematografias são votadas.
This thesis aims at analysing the identity representations conveyed by fictional cinema, in Portugal and in Mozambique, and how they are negotiated by public of both countries. More specifically, it is intended to perceive the dominant representation models of "we" and "other" in feature films from both countries, and later on, to understand how films released between 2006 and 2015 are discussed by Portuguese and Mozambicans publics. During this process, is also possible to uncover the capacity that contemporary cinema reveals, or not, to propose alternative images (to the mentioned dominant models) of the African / European "other". An approximation to the study of Film in both countries is carried out in three stages: the construction of this cinematography, the circulation of power between the two, and, more specifically, the forms of representation of the "we" in relation with an "other", especially after 1975, but considering the previous legacy. Then, the course and the discourse of specific authors, about cinema, the means of production, the political regimes and international contexts, focusing on the contribution of the filmmakers, but also specialized criticism and legislation, are analysed. In this phase, in addition to being considered globally the work of each author, the reflection on a particular film is deepened. Finally, based on discussions promoted specifically for this research, is analysed the discourse of non-specialized audiences in both countries on the selected filmic body. The reflection that this work constitutes finds a deep and heavy discursive heritage of the colonial past - albeit by opposition, or denial - both in the filmic discourses throughout time and in the present moment, as in the relations between the cinematographic cultures Portugal/Mozambique, or North/South, as well as in the dialogues that spectators from both countries establish with the works and with an African or European "other". When Film tries to propose alternative discourses to hegemonic models hardly communicates with nonspecialized audiences and this difficulty is aggravated by the mutual disinterest (Portugal / Mozambique) to which both filmographies are voted.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Estudos Culturais
URIhttp://hdl.handle.net/1822/65858
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CECS - Teses de doutoramento / PhD theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Cristina Ribeiro Pereira.pdf7,24 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID