Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/6254

TítuloConcepções sobre a digestão : excreção em alunos, professores e futuros professores do ensino básico
Autor(es)Dantas, Catarina
Orientador(es)Carvalho, Graça Simões de
Data19-Jul-2006
Resumo(s)Com o presente estudo intitulado Concepções sobre a digestão/excreção em alunos, professores e futuros professores do Ensino Básico, pretende-se conhecer as concepções sobre a digestão/excreção apresentadas por crianças e adultos: (i) alunos do Ensino Básico (1º, 2º e 3º ciclos); (ii) estudantes universitários (futuros professores dos três ciclos Ensino Básico) e (iii) professores em serviço dos três ciclos Ensino Básico; e comparar as concepções apresentadas pelas diferentes amostras quer intra-grupos (alunos do Ensino Básico; alunos universitários; professores em serviço), quer intergrupos (alunos do Ensino Básico, estudantes universitários e professores em serviço). As concepções sobre o processo de digestão/excreção identificadas neste trabalho vão genericamente de encontro às identificadas em estudos preliminares do nosso grupo de trabalho, estando essencialmente relacionadas com a representação do tubo digestivo: “confusão” intestinal e com a inter-relação dos diferentes sistemas que intervêm no referido processo (sistemas digestivo, circulatório e urinário), em particular, a continuidade anatómica digestivo-urinário e a ausência de relação funcional entre os sistemas. Estas concepções, de uma maneira geral, são comuns quer aos alunos do EB, quer aos estudantes do Ensino Superior, quer aos professores do EB. Isto significa que todas as situações de ensino formal (ao longo de toda a escolaridade, incluindo o Ensino Superior) relacionadas com o tema em questão, não são suficientes para que ocorra uma efectiva mudança conceptual. Realçamos apenas o facto da continuidade anatómica digestivo-urinário não aparecer entre os grupos de professores do 2º e 3º ciclos do EB, ou seja, a prática docente parece ser eficaz no que respeita a desconstrução desta concepção. Subjacentes a estas concepções encontram-se uma série de obstáculos de aprendizagem, em especial, de natureza epistemológica e didáctica. Alguns destes obstáculos, nomeadamente os didácticos, poderiam ser facilmente ultrapassados se houvesse um especial cuidado, por exemplo, na escolha das imagens a ser exploradas na sala de aula. Contudo, a ultrapassagem destes obstáculos de aprendizagem só é possível se os próprios professores estiverem sensibilizados para esta problemática, procurando identificar e trabalhar, não só as concepções dos alunos, mas também as suas próprias concepções. Neste sentido é fundamental apostar na formação dos futuros professores, preparando-os para esta realidade.
The aim of this study named Conceptions on digestion/excretion in pupils, in-service and pre-service teachers of Basic Education, is: (i) to identify conceptions on the digestion/excretion presented by children and adults: (a) pupils of Basic Education (1st cycle (5/6 – 9/10 years old), 2nd cycle (10/11 – 11/12) and 3rd cycle (12/13 – 4/15); (b) university students (future teachers of the three cycles of Basic Education) and (c) inservice teachers of the three cycles of Basic Education; (ii) to compare the conceptions presented by the different samples, intra-groups (pupils of Basic Education; university students; in-service teachers), and inter-groups (university pupils of Basic Education, university students and in-service teachers). In general, the conceptions on the digestion/excretion identified in this work are similar to the ones identified in some preliminary studies carried out by our research team: essentially related to the representation of the digestive tube: intestinal “confusion” and to the interrelation established between the different systems involved in this process (digestive, circulatory and urinary systems), especially, the anatomic continuity digestive-urinary and the absence of functional relation between the systems. These conceptions, in a general way, are common to pupils of Basic Education, university students, and in-service Basic Education teachers. This means that all the situations of formal education (throughout all the school levels) related to the subject in question, are not enough to lead to an effective conceptual change. We highlight the digestion-excretion continuity representation, which disappear among in-service teachers of 2nd and 3rd cycles of the Basic Education. Therefore, in-service practice seems to be efficient in what concerns the deconstruction of this conception. Underlying these conceptions we have some learning obstacles, for example the epistemological and didactical ones. Some of these obstacles, mainly the didactical ones, might be easily overcame if there is a special attention, for instance, in the choice of the images that will be explored in the classroom. However, to overcome these learning obstacles in-service teachers must bee aware of this problem, looking for identifying and working not only pupils conceptions but also their own conceptions. In this context, it is important to invest in the teachers’ training, in order to prepare them for this reality.
TipomasterThesis
URIhttp://hdl.handle.net/1822/6254
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
DCILM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese.pdf6,32 MBAdobe PDFVer/Abrir
Capa.pdf26,58 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis