Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/6251

TitleRádio na internet em Portugal : a abertura à participação num meio em mudança
Author(s)Portela, Pedro José Ermida Figueiredo Fernandes
Advisor(s)Pinto, Manuel
Issue date22-Dec-2006
Abstract(s)Este estudo tem como motivação a observação do fenómeno das rádios na internet em Portugal, bem como a percepção da forma como procuram potenciar as tecnologias interactivas que lhes abrem novas perspectivas de renovação. Por essa razão, tentamos perceber quais os principais riscos a que a actividade radiofónica tradicional está sujeita, agora que a internet é fonte de notícias, de novidades musicais e de fenómenos como o podcasting, bem como as oportunidades de re-equação que o ambiente da internet lhe oferece. Simultaneamente, convocamos os sonhos fundadores da rádio, personificados na Teoria da Rádio de Berthold Brecht, para comprometer o exercício desta actividade com a democracia, com a liberdade e com a participação cívica. Adquirindo on/ine uma capacidade de comunicação bidireccional e, assim, potenciando o papel interventivo do ouvinte, a rádio, mais do que nunca, apresenta características adequadas para facilitar a prática efectiva de cidadania. Daí que a pergunta de partida para esta investigação seja: A expressão através da rádio na internetconfigura a materialização de um desejo social do exercício da cidadania? Através de um procedimento metodológico tendente a classificar as estações de rádio on/ine portuguesas segundo o seu nível de desenvolvimento técnico e a sua abertura à interacção, confrontamos a realidade com as seguintes hipóteses: - as rádios on/ine portuguesas apresentam um nível de desenvolvimento média, - as rádios on/ine portuguesas não apresentam aos seus ouvintes um modelo aberto à cidadania. Da confirmação destas hipóteses resultou, por um lado, a revelação da incapacidade ou impossibilidade que as rádios on/ine portuguesas apresentam para compreenderem e integrarem em seu benefício as potencial idades da internet, e por outro lado, a constatação de que o sonho de Brecht para a rádio não encontrou ainda, neste ambiente digital, possibilidades de concretização.
The purpose of this study is to observe Portuguese internet radio stations and to access the use they make of interactive technologies, which broaden new reforming perspectives. Thus, we have tried to identify the main menaces to traditional radio activities, now that internet is a serious competitor by allowing users to have quick news access, to download music and to easily get podcasts into their portable players. We have also made an effort to identify the wide opportunities raised by this digital environment. We have also brought to discussion Berthold Brecht's Radio Theory, in which he dreamt of a free, democratic, participatory medium. By getting online a bidirectional communication capacity, thus straightforwarding Iisteners' interventions, radio stations, more than ever, attain characteristics that ease up citizenship. Consequently, the starting question to this investigation is: does internet radio respond to social aspirations for actual citizenship? We conducted a methodological process which has lead to the c1assification of the portuguese radio stations, using two sorts of aggregator criteria: technological promptness and openness to interaction. Our theoretical hypotheses were: - Portuguese online radio stations have an average levei of technical promptness; - Portuguese online radio stations do not offer their users an opened to citizenship mode!. By having confirmed both hypotheses we have stated out the unreadiness of those stations to incorporate fully appropriate the advantages of internet, as well as the postponing of the practical corroboration of Brecht's dream.
TypeMaster thesis
DescriptionMestrado em ciências da comunicação
URIhttp://hdl.handle.net/1822/6251
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CECS - Dissertações de mestrado / Master dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
pedro portela.pdf2,53 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID