Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/59558

TitleAvaliação de necessidades de formação dos médicos do Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil
Author(s)Alves, Patrícia Rosa Sousa
Advisor(s)Cardoso, Carlos José Cabral
Ribeiro, Mário Dinis
Issue date4-Jan-2012
Abstract(s)The present study aims to assess the soft skills training needs of physicians working at the Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil, E.P.E. (IPOPFG), identify the most important soft skills for their professional performance, analyse its domain level and the match between the real and perceived needs for soft skills development. Data were collected through face-to-face structured interviews to all heads of service (n=33) and to sampled physicians (n=40). A stratified random sample of all physicians working in IPOPFG was obtained and two groups defined: physicians under contract in public functions (CTFP) physicians under individual employment contract (CIT). Results showed that both heads of service and physicians considered that a large number of soft skills have very high importance for physicians’ performance (median of importance=5), and agreed that physicians have a good domain level for a large number of soft skills (domain median >3,5). Also, both groups identified real (importance median=5 and domain median <5) and perceived needs of development for a large number of soft skills and in general identified real needs match perceived needs. Training was the preferred method for the development of most of competencies to be developed, namely through mentoring or coaching, workshops or seminars and classroom training. In general, there were no significant differences between physicians and heads of service or between the groups of physicians regarding the importance, the domain, the perceived needs and the development methods for developing soft skills. In summary, it was considered appropriate to develop short-term: information and communication technologies competencies and foreign languages, through classroom training; problem solving, teamwork and stress tolerance through workshops or seminars complementing the development of the last two with a mentoring or coaching program which should also include leadership; motivation through changes in the context and/or working conditions. In general, the results found in this study are consistent with information gathered through the literature review. Whereas the soft skills are, in theory, common to many contexts and activities, these findings may eventually be transferred to other hospitals. However, implementation should be made with caution, as the universality of soft skills is not absolute.
O presente estudo tem como objectivos avaliar as necessidades de formação em competências transversais dos médicos do Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil, E.P.E. (IPOPFG), identificar as competências transversais mais importantes para o seu desempenho profissional, analisar o nível de domínio das mesmas e analisar a correspondência entre as necessidades reais e percebidas de desenvolvimento das competências. Os dados foram recolhidos através de entrevistas estruturadas presenciais a todos os directores de serviço (n=33) e a uma amostra estratificada de médicos (n=40) a exercer funções no IPOPFG, tendo-se obtido dois grupos: médicos com contrato em funções públicas (CTFP); médicos com contrato individual de trabalho (CIT). A análise revelou que tanto os directores de serviço como os médicos atribuem um elevado grau de importância para o desempenho dos médicos a um grande número de competências (mediana da importância=5) e concordaram que estes têm um bom domínio de um grande número de competências (mediana do domínio >3,5). Ambos os grupos identificaram necessidades reais (mediana da importância=5 e mediana do domínio <5) e percebidas para um grande número de competências e genericamente as necessidades reais de desenvolvimento são consistentes com as necessidades percebidas. A formação foi o método preferencial para o desenvolvimento da maioria das competências, nomeadamente através do mentoring ou coaching, workshops ou seminários e formação em sala de aula. Na generalidade não foram encontradas diferenças entre os médicos e os directores de serviço ou entre os grupos de médicos relativamente à importância, domínio, necessidade percebida de desenvolvimento e métodos para o desenvolvimento das competências. Em síntese, a partir da análise dos resultados considerou-se pertinente desenvolver a curto prazo as competências tecnologias da informação e da comunicação e línguas estrangeiras, através de cursos de formação, as competências resolução de problemas, trabalho em grupo, e tolerância ao stress através de workshops ou seminários complementando o desenvolvimento das duas últimas com um programa de mentoring ou coaching que deverá incluir também a liderança, e a motivação através de alterações no contexto o/ou condições de trabalho. Genericamente, os resultados encontrados neste estudo são consistentes com a informação recolhida através da revisão da literatura. Considerando que as competências transversais são, teoricamente, comuns a vários contextos e actividades, estes resultados poderão eventualmente ser transferidos para outros hospitais, contudo, a implementação deverá ser feita com precaução, uma vez que a universalidade das competências não é um dado absoluto.
TypeMaster thesis
URIhttp://hdl.handle.net/1822/59558
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EEG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patricia Rosa Sousa Alves.pdf1,51 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID