Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56002

TitleIntervenção na saúde mental de crianças e jovens em acolhimento residencial: o papel dos psicofármacos
Author(s)Pires, Joana Margarida Moura
Advisor(s)Martins, Paula Cristina
KeywordsAcolhimento residencial
Saúde mental
Intervenção
Psicofármacos
Crianças
Residential care
Mental health
Intervention
Psychiatric drugs
Children
Issue date2018
Abstract(s)A prevalência de perturbações mentais na população que vive em contexto de acolhimento residencial é mais elevada comparativamente à da população normativa. Como consequência existe uma elevada utilização de psicofármacos nas crianças e jovens acolhidos. Em Portugal, são escassos os estudos relativos à saúde mental em contexto de acolhimento. Esta investigação, objetivou caracterizar a prevalência de perturbações mentais, a utilização de psicofármacos e outras estratégias de intervenção em contexto de acolhimento e fazer o levantamento das necessidades das equipas neste âmbito. A amostra deste estudo foi constituída por 149 crianças e jovens, residentes em 11 instituições de acolhimento. Com base na informação obtida através de um questionário online, verificaram-se baixas percentagens de perturbações mentais diagnosticadas assim como de utilização de psicofármacos. Apurou-se ainda a necessidade de reforçar os serviços de saúde mental neste domínio. Este estudo contribuiu para o conhecimento mais diferenciado da saúde mental da população com medida de acolhimento residencial, no nosso país, e para a intervenção técnica neste contexto.
The prevalence of mental disorders in the population living in residential care setting is higher than in the normative population. Consequently, there is a high use of psychiatric drugs in children and youth in residential care. In Portugal, studies about mental health are scarce in residential care context. This research aimed to characterize the prevalence of mental disorders, the use of psychiatric drugs and other intervention strategies in the residential care setting, and to explore the needs of the teams in this field. The sample of this study consists in 149 children and youth, living in a 11 residential child homes. Based on the information obtained through an online questionnaire, there were found low percentages of diagnosed mental disorders and low use of psychiatric drugs. Furthermore, was identified the need to reinforce the mental health services in this area. This study contributed to a more differentiated knowledge of the mental health of the population with a residential care measure in our country, and to technical intervention in this context.
TypemasterThesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56002
AccessrestrictedAccess
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_de_Mestrado_Joana_Pires_a71972.pdf534,04 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis