Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/54840

TítuloA criança com perturbação do espectro do autismo: perceção de irmãos
Autor(es)Costa, Teresa de Macedo Faria Correia da
Orientador(es)Pereira, Ana Paula da Silva
Palavras-chavePerturbação do espectro do autismo
Intervenção precoce
Perspetivas de irmãos
Autism spectrum disorder
Early intervention
Bothers perspectives
Data2018
Resumo(s)Este estudo visa conhecer, analisar e compreender a perceção de cinco participantes em relação à Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) do seu irmão ou irmã. Desenvolveu-se uma investigação de natureza qualitativa, através da realização de entrevistas semiestruturadas a participantes com idades compreendidas entre os 10 e os 12 anos. Os resultados deste estudo demonstram que os irmãos que possuem maior conhecimento e compreensão sobre a PEA, revelam menos embaraço na relação com o seu irmão com PEA e maior aceitação dos desafios que esta perturbação lhes coloca. Todos os participantes indicam que possuem uma relação sólida e próxima com os seus irmãos com PEA, demonstrando possuir um grande sentido de tolerância quando existem dificuldades na interação entre ambos. Afirmam reagir mal às atitudes menos adequadas de outros e admitem ficar chateados ou muito irritados quando alguém faz um comentário depreciativo em relação ao seu irmão ou irmã. Também é possível concluir que os participantes que possuem informação e conhecimentos sobre a PEA, conversam abertamente com os pais e a família mais próxima. Partilham igualmente os seus conhecimentos com os restantes membros da família, com amigos e mesmo com pessoas desconhecidas. Verificou-se ainda que todos os participantes demonstram sentir orgulho dos seus irmãos com PEA, principalmente pelos progressos alcançados. No entanto, todos os participantes deste estudo revelaram ser bastante protetores para com os seus irmãos com PEA, afirmando ser esse o papel que representam na dinâmica da relação.
This study aims to know, analyze and understand the perception of five participants in relation to the Autism Spectrum Disorder (ASD) of their brother or sister. A qualitative research has been developed by conducting semi-structured interviews to participants between the ages of 10 and 12 years old. The results of this study demonstrate that the brothers who have knowledge and understanding of ASD, reveal less embarrassment and greater acceptance of the challenges that ASD puts them. All participants indicate that have a solid relationship with their bothers with ASD, and demonstrate to have a great sense of tolerance when confronted with difficulties among the interactions. Also claim react badly to less appropriate attitudes of others, and admit getting upset or angry when someone makes a derogatory comment in relation to their brother or sister. It is also possible to conclude that the participants who have more knowledge about the ASD, speak more openly with their parents and immediate family. Additionally, share the knowledge with other members of the family, with friends and even with unknown people. It was also found that the participants demonstrate proud of their siblings with ASD, especially by their progress made so far. However, all of the participants of this study proved to be very protective towards their brothers with ASD, claiming to be the role they represent in the dynamics of their relationship.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Intervenção Precoce)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/54840
AcessoembargoedAccess (1 Year)
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Teresa de Macedo Faria Correia da Costa.pdf2 MBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis