Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/53844

TitleEvolução das pessoas dependentes no autocuidado acompanhadas na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados
Other titlesEvolution of self-care dependent individuals admitted to the National Network for Integrated Continuous Care
Author(s)Petronilho, Fernando
Pereira, Cidália Maria Baptista Coutinho
Magalhães, Ana Isabel da Costa
Carvalho, Dora Marina Freitas
Oliveira, Jorge Miguel Costa
Castro, Paula Ricardina Costa Vieira de
Machado, Maria Manuela Pereira
KeywordsAutonomia pessoal/personal autonomy
Constituição corporal/body constitution
Autocuidado/self-care
Assistência de longa duração/long-term care
Issue date2017
PublisherEscola Superior de Enfermagem de Coimbra. Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem (UICISA-E)
JournalRevista de Enfermagem Referência
CitationPetronilho, F., Pereira, C., Magalhães, A. I., Carvalho, D., Oliveira, J., Vieira, P., & Machado, M. (2017). Evolution of self-care dependent individuals admitted to the National Network for Integrated Continuous Care. Revista de Enfermagem Referência, Série IV - n.º 14, pp. 39-48.
Abstract(s)Enquadramento: A Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados surgiu como resposta ao crescente envelhecimento da população portuguesa e ao consequente aumento do número de pessoas dependentes no autocuidado. Objetivos: Avaliar o potencial de reconstrução de autonomia, e a evolução do compromisso nos processos corporais e da dependência no autocuidado das pessoas dependentes admitidas na Rede. Metodologia: Estudo descritivo e exploratório, com uma amostra de conveniência constituída por 891 pessoas dependentes, realizado em 10 prestadores de cuidados da Rede da área de abrangência de uma Equipa Coordenadora Local da região Minho de Portugal. Resultados: O potencial de reconstrução de autonomia situa-se entre reduzido a moderado. Verificou-se uma evolução positiva no compromisso nos processos corporais e no nível de dependência no autocuidado. Maior potencial de reconstrução de autonomia está associado a menor compromisso nos processos corporais e a maior independência. Conclusão: O estudo revela ganhos em saúde efetivos na condição de saúde das pessoas dependentes acompanhadas nas diferentes tipologias de cuidados da Rede, o que demonstra a sua utilidade.
Background: The National Network for Integrated Continuous Care (NNICC) emerged as a response to the increasing aging of the Portuguese population and the consequent increase in the number of self-care dependent individuals. Objectives: To assess the potential for the recovery of autonomy, the evolution of bodily processes impairment, and the level of self-care dependence among dependent individuals admitted to the NNICC. Methodology: A descriptive and exploratory study was conducted using a convenience sample of 891 dependent individuals from 10 NNICC care units within the area of influence of a Local Coordination Team in the region of Minho, Portugal. Results: The results showed a low to moderate potential for the recovery of autonomy. There was a positive evolution in bodily processes impairment and in the level of self-care dependence. The greater potential for the recovery of autonomy is associated with a lower level of bodily processes impairment and a higher self-care independence. Conclusion: The study reveals effective health gains in the health condition of dependent individuals admitted to the NNICC, within its different types of care, which demonstrates its usefulness.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/53844
DOI10.12707/RIV17027
ISSN0874.0283
e-ISSN2182.2883
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Artigos em Revistas Internacionais / Papers in International Journals


Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID