Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/48331

TitleQualidade de vida na Esclerose Múltipla: um estudo com pacientes e cuidadores
Author(s)Santos, Fábio Martim Sousa e
Advisor(s)Pereira, M. Graça
KeywordsEsclerose múltipla
Doentes
Cuidadores
Qualidade de vida
Multiple sclerosis
Patients
Caregivers
Quality of life
Issue date2017
Abstract(s)A Esclerose Múltipla é uma doença crónica que afeta a qualidade de vida dos doentes. Estes doentes necessitam de cuidados prolongados e exigentes. Este estudo analisou as relações entre as variáveis dos doentes e cuidadores na qualidade de vida dos doentes, as variáveis psicológicas moderadoras na relação entre morbilidade psicológica e qualidade de vida do doente, e ainda testou um modelo com a contribuição de todas as variáveis na qualidade de vida dos doentes. Participaram 100 doentes e 72 cuidadores. Verificou-se associações significativas entre as variáveis do doente, idade, número de filhos, grau de incapacidade, duração do diagnóstico, morbilidade psicológica, representações da doença e satisfação marital e a qualidade de vida dos doentes. A situação profissional, grau de parentesco, sobrecarga e sintomatologia ansiosa e depressiva, no cuidador também se associou à qualidade de vida dos doentes. A satisfação marital moderou a relação entre sintomatologia ansiosa e qualidade de vida mental nos doentes. No modelo geral com variáveis do doente e cuidador, a sobrecarga mediou a relação entre sintomatologia depressiva e qualidade de vida do doente. Assim, a intervenção na esclerose múltipla deve ser realizada num contexto diádico.
Multiple Sclerosis is a chronic disease that affects patients' quality of life. These patients require long term demanding care. The present study analysed the relationships between patients and caregivers' variables regarding patients’ quality of life, the psychological variables that moderated the relationship between psychological morbidity and patients’ quality of life and also tested a model with the contribution of all variables in patients’ quality of life. Participants were 100 patients and 72 caregivers. Significant associations between patient variables, age, number of children, disability, duration of diagnosis, psychological morbidity, illness perception and marital satisfaction in patients' quality of life were found. Professional situation, kinship, burden, anxiety and depressive symptoms were also associated with patients' quality of life. Marital satisfaction moderated the relationship between anxiety symptoms and the patients' mental quality of life. In the general model with patients and caregivers’ variables, burden mediated the relationship between depressive symptoms and patient’s quality of life. Intervention in multiple sclerosis should be delivered in a dyadic context.
TypemasterThesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/48331
AccessrestrictedAccess
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fábio Martim Sousa e Santos.pdf2,46 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis