Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/48229

TitleRumination room: um estudo piloto de diminuição da ruminação
Author(s)Araújo, Rafael Gomes
Advisor(s)Gonçalves, Miguel M.
Rosa, Catarina
KeywordsRuminação
Processo transdiagnóstico
Controlo executivo
Exposição
Afeto negativo
Rumination
Transdiagnostic process
Executive control
Exposure
Negative affection
Issue date2017
Abstract(s)A ruminação é um processo que tem sido associado ao desenvolvimento e manutenção de diferentes perturbações psicológicas, tais como depressão e ansiedade. Este processo consiste num padrão repetitivo de pensamentos negativos auto focados. A ruminação tem sido associada a défices no controlo executivo que interferem na capacidade de inibição da informação emocional. Existe evidência empírica de que tarefas de recrutamento do controlo executivo tendem a reduzir e até eliminar o efeito da interferência emocional. Os principais objetivos do presente estudo foram: o desenvolvimento de um procedimento experimental – Rumination Room, no qual os indivíduos desempenham uma tarefa que ativa o controlo executivo durante a exposição a pensamentos ruminativos e o teste da sua eficácia na diminuição da ruminação numa população não clínica. Foram distribuídos 120 participantes de forma aleatória por três condições: 1) ativação do controlo executivo combinada com exposição a pensamentos ruminativos; 2) ativação do controlo executivo combinada com exposição a pensamentos neutros e 3) ativação do controlo executivo sem exposição. Após o treino, a ruminação e o afeto negativo diminuíram nos 3 grupos. Os resultados parecem indicar que treinar os indivíduos a recrutar o controlo executivo enquanto são expostos a estímulos ruminativos pode diminuir os pensamentos ruminativos e o afeto negativo relacionado com o mesmo. Explorar como é que podemos incorporar este resultado em estratégias clínicas e potencialmente terapêuticas parece-nos uma importante linha de investigação futura.
Rumination is a process that has been associated with the development and maintenance of different psychological disorders, such as depression and anxiety. This process consists of a repetitive pattern of self-focused negative thoughts. Rumination has been associated with deficits in executive control that interfere with the ability to inhibit emotional information. There is empirical evidence that tasks that recruit executive control tend to reduce and even eliminate the effect of emotional interference. The main objectives of the present study were: the development of an experimental procedure - Rumination Room, in which individuals perform a task that activates executive control during exposure to rumination thoughts and the test of its efficacy in decreasing rumination in a non-clinical population. 120 participants were randomly assigned to three conditions: 1) activation of executive control combined with exposure to ruminative thoughts; 2) activation of executive control combined with exposure to neutral thoughts and 3) activation of executive control without thoughts induction. After training, rumination and negative affect decreased in all 3 groups. The results seem to indicate that training individuals to recruit executive control while being exposed to ruminative stimuli may decrease ruminative thinking and negative affect related to it. Exploring how we can incorporate this results into a clinical and potentially therapeutic strategy seems to be an important line of future research.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/48229
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rafael Gomes Araújo.pdf2,28 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID