Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/46415

TítuloRiscos ocupacionais no bloco operatório: acidentes com materiais de natureza biológica e química
Autor(es)Cabuço, Roberto José
Orientador(es)Carneiro, P.
Braga, A. C.
Palavras-chaveRiscos biológicos
Riscos químicos
Bloco operatório
Biological risks
Chemical risks
Operating room
DataJul-2017
Resumo(s)Apesar do progresso que a tecnologia e a medicina têm acompanhado, certos profissionais da saúde continuam a constituir grupos de risco no que concerne à suscetibilidade de sofrer acidentes de trabalho decorrentes sobretudo de riscos biológicos e químicos. O bloco operatório é justamente um dos locais das unidades hospitalares onde este tipo de incidentes ocorre com mais frequência, estando na sua origem, por exemplo, o contacto com produtos orgânicos contaminados ou com os próprios instrumentos cirúrgicos. Contudo há um conjunto de medidas de prevenção que os profissionais podem e devem adotar, no sentido de diminuir os riscos. A responsabilidade pela sua segurança cabe, por isso mesmo, não apenas ao hospital, mas também aos profissionais, a quem não basta a formação. Devem inclusivamente pô-la em prática e entender, com a responsabilidade que a profissão lhes merece, as consequências da ocorrência de acidentes decorrentes desses riscos. A presente dissertação abordará, justamente, a problemática dos riscos associados ao bloco operatório, tendo essencialmente como objetivo identificar e analisar os riscos biológicos e químicos a ele inerentes, bem como as atitudes dos profissionais relativamente aos mesmos. De forma a cumprir tais propósitos, apresentar-se-ão os possíveis riscos dentro de um bloco operatório, analisando-se os resultados de um estudo descritivo, analítico e transversal da realidade vivida numa unidade hospitalar no norte de Portugal, para o qual colaborou uma amostra de 86 profissionais, através do preenchimento de um questionário. Os resultados obtidos revelaram a ocorrência de determinados acidentes, no entanto verificase que as normas de segurança e o uso conveniente de EPI nem sempre são irrepreensivelmente respeitados. Além disso, pôde confirmar-se que nem todos os profissionais possuem formação ao nível dos riscos ocupacionais, embora esse pareça ser um fator, a par do tempo de serviço e da idade, sem diferenças estatisticamente significativas associadas à ocorrência de acidentes. Face aos resultados encontrados, sugere-se que os profissionais e a própria instituição se envolvam mais na prevenção de riscos e sobretudo na promoção de um ambiente laboral seguro.
Despite the progress made by technology and medicine, certain health professionals continue to be at risk groups in terms of susceptibility to work-related accidents, mainly due to biological and chemical risks. The operating room is precisely one of the hospital places where this type of incident occurs more frequently, being in its origin, for example the contact with contaminated organic products or the contact with the surgical instruments. However, there is a set of prevention measures that professionals can and should adopt in order to reduce risks. Responsibility for their safety lies, therefore, not only on the hospital, but also on the professionals, for whom the occupational training is not enough. They must even put vocational training into practice and understand, with the responsibility that the profession deserves, the consequences of the occurrence of accidents resulting from these risks. This dissertation will address the problematic of the risks associated with the operating room, essentially aiming to identify and analyze the biological and chemical risks inherent to it, as well as the professionals' attitudes towards them. In order to fulfill these purposes, the possible risks at an operating room will be presented, analyzing the results of a descriptive, analytical and transversal study of the reality lived in a hospital unit of northern Portugal. Eighty six professionals participated into the study through the completion of a questionnaire. The results obtained have revealed the occurrence of certain accidents, however it is verified that the safety standards and the convenient use of individual protection equipment are not always completely respected. In addition, it can be confirmed that not all professionals are trained in occupational risks, although this appears to be a factor, along with seniority and age, with no statistically significant differences associated with the occurrence of accidents. Given the results, it is suggested that professionals and the institution itself become more involved in risk prevention and, above all, in promoting a safe working environment.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Engenharia Humana
URIhttp://hdl.handle.net/1822/46415
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_Roberto Cabuço.pdfTese1,37 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis