Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/45194

TitleCultura, diversidade, diferenciação: Um guia elementar
Author(s)Cunha, Manuela Ivone P. da
Issue dateDec-2016
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Investigação em Ciências Sociais (CICS)
Abstract(s)[Excerto] Nota Introdutória: O que é a antropologia? A resposta a esta pergunta tomou aqui a forma de um texto concebido como registo desenvolvido de um programa de sensibilização inicial e genérica à linguagem antropológica1. Procurou-se essa aproximação através da questão, nuclear a esta área do saber, da diversidade, do balanço entre o universal e o particular, caminhando de problemas transversais para temas particulares que os ilustrem em âmbitos mais específicos. Trata-se de um tipo de introdução à disciplina pensado para estudantes e profissionais de outras áreas que não necessariamente a antropologia social e cultural, mas que queiram recorrer a ela como um instrumento complementar de compreensão e leitura crítica do mundo contemporâneo. Embora vise um acesso simples a conceitos e temas fundamentais da disciplina, assim como às perspetivas que os geraram, não é um pacote pronto a armazenar, mas uma via de entrada que passa sobretudo por fornecer não mais do que as balizas, os eixos de reflexão, um fio de organização de leituras - em suma, uma identificação da paisagem desta área do saber e linhas de orientação que tornem possível aos leitores prosseguirem depois por si próprios no aprofundamento do que entenderem mais útil e relevante, ou mobilizarem futuramente de maneira autónoma esse conjunto de balizas no mundo do trabalho. Tendo em conta a variedade possível dos destinatários, procurou-se privilegiar problemas e debates não tanto como eles se configuraram historicamente no interior da disciplina, mas sim como contributos críticos para confrontar ideias feitas na leitura da atualidade, estereótipos e lugares comuns entranhados na perceção e no discurso sobre a cultura e a diversidade, e as camadas de etnocentrismo e sociocentrismo sedimentadas na esfera mediática. O progressivismo e o primitivismo, a dicotomia nós/outros, noções essencializadas de cultura, tradição e modernidade, ideias naturalizadas de “raça”, género e família, visões substancialistas da identidade e da diferença, são alguns exemplos de esquemas de pensamento com circulação corrente na arena pública. O guia encontra-se dividido em diferentes blocos, por sua vez subdivididos em módulos. O primeiro bloco, O Universal e o Particular: Conceitos e Debates Fundamentais, destina-se a abordar um conjunto de problemas e conceitos implicados na reflexão sobre a diversidade. Depois de situar a especificidade que caracteriza o ponto de vista e a abordagem antropológicos, trata-se de começar por apresentar a uma luz crítica algumas das grandes dicotomias que têm organizado o pensamento sobre essa diversidade, e que se alinham, grosso modo, sob a dicotomia nós/outros. Apesar de várias dessas dicotomias serem de natureza analítica (idealtípica), nem por isso elas deixaram de induzir e reforçar um olhar redutor e reificador sobre os outros. [...]
TypeBook
URIhttps://hdl.handle.net/1822/45194
ISBN978-989-99768-1-8
Publisher versionhttp://www.lasics.uminho.pt/ojs/index.php/cics_ebooks/issue/view/213
AccessOpen access
Appears in Collections:NEA - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2532-9223-1-PB.pdf1,51 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID