Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/44285

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSarmento, Manuel Jacintopor
dc.contributor.authorRibeiro, Alexandrinapor
dc.contributor.authorRibeiro, Elisabete Vieirapor
dc.contributor.authorMalheiro, Irenepor
dc.contributor.authorCorreia, Jorge Manuel Carvalho Fernandespor
dc.contributor.authorAraújo, Vítorpor
dc.date.accessioned2017-01-12T15:07:27Z-
dc.date.available2017-01-12T15:07:27Z-
dc.date.issued2016-04-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1822/44285-
dc.description.abstractA Carta da Cidadania Infantojuvenil (Carta) é um documento de definição estratégica da promoção dos direitos das crianças e dos jovens no Município de Guimarães, construído de forma participada, após auscultação de crianças e jovens, decisores políticos e institucionais e interventores sociais nos mundos da infância e juventude. Todas as crianças e jovens são cidadãos de pleno direito, com participação ativa na vida do município e protegidos nos seus direitos fundamentais, sem discriminação de qualquer espécie: esta é a visão que o projeto prossegue. O projeto assume como principal objetivo constituir-se, no plano municipal, e numa perspetiva transversal a todos os serviços e agentes que intervêm no mundo da infância e da juventude, como um instrumento de governança, isto é de regulação participada, partilhada e complexa e de promoção dos direitos de cidadania da população mais jovem . A Carta é uma modalidade inédita em Portugal de construção de políticas integradas para a infância e juventude em cuja elaboração participaram diretamente, nas diferentes fases e etapas, crianças e jovens , entre os 6 e os 25 anos de todo o Município. Ela visa dar resposta a um dos principais problemas identificados nas políticas para a Infância e Juventude, nomeadamente no âmbito local: a sua fragmentação e compartimentação, a par da ausência de crianças e jovens na participação da construção das políticas públicas. O projeto de elaboração da Carta foi promovido pela ADCL - Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa Cidadania Ativa. Para a sua implementação a ADCL constituiu uma parceria formal com a Câmara Municipal de Guimarães e Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Guimarães. O acompanhamento científico e a avaliação foi realizada por uma equipa universitária sob orientação da SPCE – Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação.por
dc.description.sponsorshipFundação Calouste Gulbenkianpor
dc.description.sponsorshipCIEC - Centro de Investigação em Estudos da Criança, IE, UMinho (UI 317 da FCT), Portugalpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherAssociação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais (ADCL)por
dc.relationinfo:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147313/PTpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectCidadaniapor
dc.subjectInfânciapor
dc.subjectPolítica municipal de infânciapor
dc.titleCarta da cidadania infantojuvenil do concelho de Guimarãespor
dc.typereportpor
dc.peerreviewednopor
sdum.publicationstatusinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionpor
oaire.citationStartPage1por
oaire.citationEndPage148por
oaire.citationConferencePlaceGuimarães, Portugalpor
dc.subject.fosCiências Sociais::Ciências da Educaçãopor
Appears in Collections:CIEC - Relatórios Técnicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carta Final.pdf2,34 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID