Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/43921

TítuloOs 100 primeiros dias do XXI Governo Constitucional através da imprensa generalista: quando as finanças travam uma mudança de ciclo político
AutorLopes, Felisbela
Espírito Santo, Paula
Palavras-chaveJornalismo político
100 dias
Governação
Imprensa portuguesa
Tematização
Fontes de informação
Political journalism
100 days of governance
Portuguese press
Topicalization
Sources of information
DataDez-2016
EditoraLabCom.IFP - Universidade da Beira Interior
ResumoOs 100 primeiros dias de um Governo correspondem a um tempo vital na construção de uma marca. Neste contexto, os media assumem-se como guias de referência de uma opinião pública que vai sendo estruturada em grande parte por influência daquilo que os jornalistas escrevem. Para saber como é que a imprensa generalista mediatizou este período no que diz respeito ao XXI Governo Constitucional, analisamos todos os textos noticiosos dos jornais generalistas que elegeram a ação dos governantes como frame principal. Este conjunto de textos noticiosos totalizou um corpus de 961 artigos jornalísticos e 2165 citações de fontes de informação. Dessa análise sobressai uma cobertura noticiosa intensa (publicam-se em média 2,4 textos por dia), desenvolvida em textos de tamanho médio ou extenso, declinada maioritariamente pelo ângulo positivo, feita em forma de notícia, refletindo mais de metade dos textos acontecimentos previamente agendados pelos atores políticos. Apesar do esforço deste Governo em proclamar um novo ciclo político afastado do tópico da austeridade que havia dominado o discurso político dos anos precedentes, os jornalistas privilegiaram a tematização financeira e, quando o fizeram, criaram uma cobertura jornalística distinta daquela que se constituiu como padrão da actividade governativa dos restantes ministérios. Ano e meio depois do fim oficial do Programa de Assistência Económica e Financeira a Portugal, a imprensa portuguesa continuou a encontrar nas finanças um tópico persistente. Tal aconteceu, porque o calendário político a isso o obrigou, mas porque também os jornalistas não quiseram fazer desvios de rota.
The first 100 days of a Government constitute a vital period in the making of a brand. In this context, the media assume themselves as reference guides of a public opinion which is structured largely by influence of what journalists write. To get to know how the generalist press publicized this period regarding the 21st Constitutional Government, we have analyzed all the news texts of general newspapers that elected the governors’ action as main frame. This set of news texts totaled a corpus of 961 news articles and 2165 quotes from information sources. From this analysis, an intense news coverage stood out (on average 2,4 texts are published every day), developed in medium-sized or extensive texts, declined mostly by the positive angle, made in the form of news, more than half of the texts reflecting previously scheduled events by political actors. Despite the efforts of this Government in proclaiming a new political cycle away from the topic of austerity that had dominated the political discourse of the preceding years, journalists promoted financial themes and, when they did, they created a news coverage different from the one which was established as standard of the other ministries’ government activity. Year and a half after the official end of the Program of Economic and Financial Assistance to Portugal, the Portuguese press continued to consider the finance matter a persistent topic. Such happened, not only because the political calendar forced it, but also because journalists didn’t want to make detours.
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/43921
DOI10.20287/ec.n23.a01
ISSN1646-4974
Versão da editorahttp://www.ec.ubi.pt/ec/23/pdf/ec-23-01.pdf
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CECS - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
FL_PES_2016_estudos-comunicacao.pdf441,53 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis