Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/43365

TitlePerfil sociodemográfico e de saúde das grávidas de Guimarães: “Barriguinhas desportistas”
Author(s)Silva, Ana
Rosário, Rafaela
Souza, Sérgio
Ferreira, Cátia Sofia Cunha
Pereira, Beatriz Oliveira
KeywordsGravidez
Hábitos de vida saudáveis
Atividade física
Issue date2016
PublisherLEGS e.V. - Leipzig Experts in Global Sport e.V.
CitationSilva, A., Rosário, R., Souza, S., Ferreira, C., & Pereira, B. (2016). Perfil Sociodemográfico e de Saúde das grávidas de Guimarães: “Barriguinhas desportistas”. In L. C. F. San tos, D. Eckert - Lindhammmer, A. Hodeck, & A. Hartenstein (Eds.), Book of Full Texts - XII SIEFLAS Leipzig 2016 (1 ed., pp. 48 - 53). Leipzig, Germany: LEGS e. V.
Abstract(s)Os hábitos de vida saudáveis durante a gravidez estão associados a melhores resultados na saúde da grávida e do recém-nascido. Estudos anteriores revelam que são poucas as mulheres ativas durante a gravidez e, em muitos casos, reduzem o nível de atividade física ou deixam totalmente de fazer qualquer tipo de exercício. O presente estudo, decorre de um projeto mais amplo denominado por “Barriguinhas Desportistas” que pretende avaliar o impacto de um programa de intervenção baseado em estilos de vida saudáveis nos hábitos e comportamentos das mulheres grávidas e no perfil neonatal. Este programa, realizado durante o 2º e 3º trimestre de gravidez, realiza-se 3 vezes por semana, uma das quais em meio aquático. Nesta comunicação, pretendemos descrever e analisar o perfil sociodemográfico e de saúde e correlacionar a prática de Atividade Física com o IMC, habilitações literárias e estatuto socioeconómico das mulheres que integram este projeto. Participaram neste estudo 260 grávidas com idades compreendidas entre 18 e 43 anos, com uma média (desvio padrão) de 31,23 (4,12). A idade gestacional com que iniciaram o programa é de 13,70 (5,5) semanas. Antes da gravidez n (%), 69 (27,9) apresentavam excesso de peso e obesidade. Relativamente aos hábitos de vida da grávida e do pai do bebé, a maioria pratica ou praticou atividade física regularmente, 148 (57,6) e 162 (63), respetivamente. A maioria não tem hábitos de consumo de tabaco 237 (91,9) e 171 (66,3). No que respeita as habilitações literárias, verificamos que 149 (58,4) grávidas e 180 (71,7) pais possuem uma habilitação até ao 12ºano e a nível de estatuto socioeconómico 153 (59,8) encontra-se nas classes 1 e 2 do índice do graffar. De 83 grávidas que já tiveram outros filhos, 24 (28,9) foram partos por cesariana. A prática de atividade física apresenta uma correlação negativa significativa com as habilitações literárias (p=0,00) e positiva com o estatuto socioeconómico (p=0,00). Não se verificaram correlações entre a AF e o IMC.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/43365
ISBN978-3-00-053685-4
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Comunicações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANA_PERFIL SOCIODEMOGRAFICO.pdf1,01 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID