Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/42557

TitleSi mesmo como um outro e os animais: Uma hermenêutica do si à luz da reavaliação do estatuto dos animais
Other titlesOneself as another and animals: A hermeneutics of the self-according to the reassessment of animals’ status
Author(s)Cruz, Ana Lúcia Pedro da
Advisor(s)Correia, Carlos João
Rocha, Acílio da Silva Estanqueiro
Keywordsipseidade
identidade narrativa
si nuclear
si alargado ou autobiográfico
hermenêutica
interpretação
etologia cognitiva
etologia narrativa
ipseity
narrative identity
core self
extended or autobiographical self
hermeneutics
interpretation
cognitive ethology
narrative ethology
Issue date12-May-2016
Abstract(s)Na tese “Si mesmo como um outro e os animais: uma hermenêutica do si à luz da reavaliação do estatuto dos animais” procuramos estender, mutatis mutandis, as teses ricoeurianas acerca da subjetividade humana aos animais não humanos. Começamos por expor o pensamento de Paul Ricoeur em torno da identidade pessoal no sentido de mostrar a demarcação deste filósofo francês relativamente à tradição filosófica anglo-americana e continental que o antecedeu, a originalidade da sua teoria, nomeadamente das noções de ipseidade e identidade narrativa e, finalmente, o seu completo alheamento relativamente aos animais não humanos. De seguida, preparamos a extensão das noções de ipseidade e de identidade narrativa aos animais não humanos através da teoria da consciência de António Damásio, mais precisamente das noções de si nuclear e de si alargado ou autobiográfico, as quais, de acordo com o neurocientista luso-americano, são extensíveis a alguns animais não humanos. Depois de expormos o contributo dado pela neurociência damasiana para a reavaliação do estatuto dos animais, analisamos o contributo da etologia contemporânea, mais precisamente a etologia de Jane Goodall, de Irene Pepperberg e de Marc Bekoff, que permite a confirmação da extensão das noções de ipseidade e identidade narrativa (e de si nuclear e de si alargado ou autobiográfico) a alguns animais não humanos.
In “Oneself as another and animals: a hermeneutics of the self according to the reassessment of animals’ status” we seek to extend, mutatis mutandis, the Ricoeurian thought on human subjectivity to non-human animals. We begin by considering Paul Ricoeur’s theory on personal identity in order to show the demarcation of this French philosopher regarding the Anglo-American and continental tradition that preceded him, the originality of his theory, namely the notions of ipseity and narrative identity, and finally, his completely indifference towards non-human animals. Secondly, we prepare the extension of ipseity and narrative identity to non-human animals through António Damásio’s theory of consciousness, more precisely the notions of core self and extended or autobiographical self, which, according to the Portuguese-American neuroscientist, can be extended to some non-human animals. After considering the Damasian neuroscience’s contribution to the reassessment of the animals’ status, we analyse the contribution of contemporary ethology, namely the ethology of Jane Goodall, Irene Pepperberg and Marc Bekoff, which allows the confirmation of the extension of the notions of ipseity and narrative identity (and the notions of core self and extended or autobiographical self) to some non-human animals.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento - Filosofia Moderna e Contemporânea
URIhttp://hdl.handle.net/1822/42557
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CEHUM - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Ana Lucia Pedro Cruz.pdf
  Restricted access
6,16 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID