Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/41431

TitleRepresentações da ditadura portuguesa: as imagens de arquivo enquanto artefactos de memória em Fantasia Lusitana e 48
Author(s)Macedo, Isabel Moreira
Bastos, Rita
Cabecinhas, Rosa
KeywordsCinema português
Ditadura
Representações sociais
Identidade nacional
Memória
Issue date2015
PublisherUniversidade da Beira Interior. Labcom.IFP
Abstract(s)Este artigo analisa as representações da ditadura veiculadas pelo cinema produzido em Portugal. Foram selecionados como objeto de estudo dois documentários recentes – Fantasia Lusitana, 2010, de João Canijo, e 48, 2010, de Susana Sousa Dias. Pela partilha de memórias (de arquivo e pessoais), ambos os filmes podem caracterizar-se como instrumentos políticos, desconstruindo discursos oficiais, promovendo a (re)construção da memória coletiva relativa à ditadura portuguesa. Tendo optado por não incluir narrador, os realizadores criam deste modo a necessidade de envolvimento pelo público nas imagens e sons apresentados, levando-o a refletir sobre estes, potenciando o questionamento e a reconstrução das suas próprias representações sobre este período da história portuguesa.
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/41431
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CECS - Atas em congressos | Seminários / conference proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IM_RB_RC_2015_cinema_VII_jornadas.pdf688,68 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID