Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/38416

TitleTransporte ativo entre casa e escola: estudo de uma escola urbana de 2º ciclo
Other titlesActive transportation between home and school: study of an urban middle school
Author(s)Costa, Lourival
Advisor(s)Pereira, Beatriz Oliveira
KeywordsTransporte ativo
Crianças
Escola
Active transportation
Children
School
Issue date2015
Abstract(s)No relatório de atividade profissional mencionamos os aspetos mais relevantes da minha intervenção pedagógica no âmbito da área curricular de Educação Física, pretendendose, ainda, refletir sobre os diferentes projetos desenvolvidos em contexto de escola. Será também apresentada a formação realizada, com implicações na prática profissional. Neste relatório faz-se uma análise do trabalho desenvolvido, procurando confrontar as opções e as intervenções realizadas no contexto da disciplina de educação física, desporto escolar e da prática letiva, com estudos e conhecimento científico atuais. Na segunda parte apresenta-se um estudo realizado, no presente ano letivo, com três turmas do quinto e sexto ano da escola onde exerço funções. Este estudo foi realizado numa escola pública no concelho de Vila Nova de Famalicão. Participaram 148 alunos do 5º e 6º ano, com idades entre 10-16 anos e média de 10,89 anos. Como instrumento de recolha de dados foi utilizado o questionário desenvolvido por Pereira et al. (2014). Neste trabalho estudou-se o modo como os alunos realizam o seu deslocamento entre casa-escola. Pretendeu-se também aferir qual a recetividade em relação ao deslocamento entre casa-escola de bicicleta e as motivações positivas ou negativas quanto ao uso do mesmo. Os objetivos deste estudo foram: (1) identificar os padrões de mobilidade das crianças no percurso casa-escola de acordo com o ano de escolaridade; (2) identificar as preferências de transporte a usar pelos alunos de acordo com o ano de escolaridade. Os resultados apresentaram que a forma de deslocamento mais utilizada é o automóvel ligeiro (68,1%), deslocamento pedonal (22,2%) e o autocarro (9,7%), não se verificando diferenças significativas em relação ao ano de escolaridade. Verificou-se ainda que dos (22,2%) da população que utiliza o deslocamento pedonal (68,2%) o faz em distâncias inferiores a 1Km em detrimento do automóvel (58,8%). No entanto, verificou-se que até 5km de distância entre casa-escola 72% da população dos alunos do 5º ano reside neste intervalo enquanto que 58,5% dos alunos do 6º ano também partilha desta distância. Analisando as respostas à questão “como gostarias de vir para a escola?”, a escolha recaiu surpreendentemente na bicicleta, tendo sido a opção manifestada por 55,9% dos alunos do estudo. O deslocamento pedonal também foi referenciado por grande parte dos alunos nos diferentes anos, 24,6% no 5º ano e 24,8% no 6º ano. A escolha “nenhum dos dois” só foi sinalizada por 17,4% dos alunos do 5º ano e 21,1% do 6º ano. Esta escolha faz com que as crianças dos diversos anos prefiram o transporte ativo com 80,7% em detrimento do transporte passivo 19,3%. Relacionando a distância até 5 km, que é onde reside a maioria dos alunos do estudo, conclui-se que 65% desta população podia realizar o transporte ativo em vez dos 22,2% que o faz no seu dia a dia. Apesar da grande maioria dos alunos possuir bicicleta própria (91,2%), só 87% dos inquiridos sabe utilizar este meio de transporte.
In the professional activity report we referred to the most relevant aspects of my pedagogical intervention within the subject area of Physical Education, the aim being also to reflect on the different projects developed in school context. The training undertaken will also be presented, with effects on the professional practice. This report is an analysis of the completed work, on the lookout to confront the options and interventions in the context of the subject of physical education, school sports and teaching practice, with current studies and scientific knowledge. The second part consists of a study in this school year, with three classes from the fifth and sixth school years, where I work. This study was conducted in a public school in Vila Nova de Famalicão’s county. 148 students participated from the 5th and 6th grade, aged 10-16 years of age, with an average of 10.89 years of age. The data collection tool which was used was the questionnaire developed by Pereira et al. (2014). This work depicts the way students move themselves from home-school. It also intended to assess the receptivity in relation to the use of a bike in commuting between homeschool as well as the positive or negative motivations for its use. The objectives of this study were: (1) identifying children's mobility patterns on their way from home to school according to the school grade; (2) identifying the transportation preferences to be used by students according to their school grade. The results showed that the most commonly used form of mobility is by car (68,1 %), by foot (22.2 %) and by bus (9.7 %) and there were no significant differences with respect to school grades. It was also found that the (22.2 %) of the population that walks to school (68.2 %) makes it in distances under 1 km in comparison to the use of car (58.8 %). However, it was found that up to the distance of 5km from home-school, 72 % of the 5th year students’ population live in this range, as well as 58.5 % of the 6th year students. Analyzing the answers to the question "How would you like to come to school?", the choice was surprisingly in cycling and it was the choice stated by 55.9 % of the students in the study. Walking was also referred to by many of the students in different school years, 24.6 % of 5 graders and 24.8 % of 6th graders. The choice "none" was only chosen by 17.4 % of the 5th year students and 21.1 % of the 6th year ones. This pick shows that children from several school years prefer active transportation 80.7 % to the passive transportation 19.3 %. Relating to the distance up to 5 km, which is where the majority of students reside, one concludes that 65 % of this population could carry out active transportation instead of 22.2 % daily. Even though the vast majority of the students own a bike (91.2 %), only 87 % of the respondents know how to use this means of transportation.
TypeMaster thesis
DescriptionRelatório de atividade profissional de mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário
URIhttp://hdl.handle.net/1822/38416
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lourival Ribeiro Pereira da Costa.pdf2,94 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID