Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/37537

TitleAdaptação à prisão, psicopatologia e ideação suicida em mulheres reclusas
Other titlesAdaptation to prison, psychopathology and suicidal ideation in women inmates
Author(s)Nunes, Ana Rita Dias
Advisor(s)Gonçalves, Rui Abrunhosa
KeywordsAdaptação à prisão
Psicopatologia
Ideação suicida
Adaptation to prison
Psychopathology
Suicidal ideation
Issue date2015
Abstract(s)A relação entre o tempo de reclusão, a psicopatologia e a ideação suicida em mulheres reclusas não tem sido considerada. Este estudo teve como objetivos (1) analisar o efeito do tempo de pena cumprida na psicopatologia em mulheres reclusas e (2) analisar o efeito da psicopatologia na ideação suicida em mulheres reclusas. A amostra foi composta por 84 mulheres reclusas recrutadas num estabelecimento prisional em Portugal. Adotando uma metodologia transversal, as participantes completaram medidas de psicopatologia e ideação suicida. Os resultados revelaram (1) efeitos significativos do tempo de pena cumprida na psicopatologia em mulheres reclusas e (2) efeitos significativos da psicopatologia na ideação suicida em mulheres reclusas. As mulheres reclusas com pena cumprida por tempo inferior a 2.58 anos revelaram maiores níveis obsessões e compulsões, depressão, hostilidade e ansiedade fóbica. As mulheres reclusas com elevada somatização, obsessões e compulsões, sensibilidade interpessoal, depressão, ansiedade, hostilidade, ansiedade fóbica e total de psicopatologia revelaram níveis mais elevados de ideação suicida. Este estudo poderá ter sido um contributo para a literatura sobre a adaptação das mulheres ao meio prisional, sugerindo (1) efeitos do tempo de pena cumprida na psicopatologia em mulheres reclusas e (2) efeitos da psicopatologia na ideação suicida em mulheres reclusas.
The relationship between the time served, psychopathology and suicidal ideation in women inmates have not been considered. This study aimed (1) to analyze the effect of time served in women inmates’ psychopathology and (2) to analyze the effects of women inmates’ psychopathology in suicidal ideation. The sample was comprised of 84 women inmates recruited in a prison at Portugal. Through one assessment time, participants completed selfreport measures of psychopathology and suicidal ideation. Results showed (1) significant effects of time served on women inmates’ psychopathology and (2) significant effects of women inmates’ psychopathology on suicidal ideation. Women inmates with the time served less than 2.58 years reveled higher levels of obsessions and compulsions, depression, anxiety, hostility and phobic anxiety. Women inmates with high somatization, obsessions and compulsions, interpersonal sensitivity, depression, anxiety, hostility, phobic anxiety and total psychopathology, reveled higher levels of suicidal ideation. This study might be a contribute to women inmates adaptation to prison literature, suggesting (1) effects of the time served on women inmates’ psychopathology and (2) effect of women inmates’ psychopathology on suicidal ideation.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/37537
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Rita Dias Nunes.pdf1,66 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID