Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/36691

TitleDa fugacidade de uma carreira na investigação : linhas de um debate a partir de reflexões com jovens investigadores em Ciências da Comunicação da SOPCOM
Author(s)Ribeiro, Fábio Fonseca
KeywordsJovens investigadores
ciência
Investimento
SOPCOM
Ciências da Comunicação
Young scholars
Science
Public funding
Communication Sciences
Issue date2015
PublisherInstituto Politécnico de Portalegre. Escola Superior de Educação
JournalRevista Aprender
Abstract(s)A realidade da formação universitária em Portugal conheceu profundas alterações nos primeiros anos do século XXI, com a adaptação ao processo de Bolonha que exigiu remodelações de cursos e disciplinas, alargando o ensino a etapas outrora distantes, como o mestrado, doutoramento e pós-doutoramento. Paralelamente, a investigação científica encontrou novas dinâmicas, com o financiamento de projetos coletivos e políticas de formação avançada de recursos humanos, através de diversos concursos para atribuição de bolsas, num ritmo que hoje se debate com enormes dificuldades e retrocessos. Estas dinâmicas incentivaram muitos jovens, que encontraram na ciência uma fonte de formação complementar e subsistência para um mercado de trabalho débil e com poucas oportunidades de aprendizagem. Inspirado por algumas destas movimentações, este texto propõe linhas para um debate sobre a realidade dos jovens investigadores em Portugal, mais concretamente na área das Ciências da Comunicação, conhecendo razões plausíveis para entrar no universo da investigação, dificuldades mais comuns, rotinas de publicação e deslocações a congressos, entre outros aspetos.
University education in Portugal had to face huge shifting in the beginning of the 21st Century as the institutions needed to adapt to the Bologna Declaration, thus changing courses and subjects, providing students new horizons into Masters, PhD and Post-Doc programmes, a very distant reality one decade ago. In this regard, research has been fostered through specific funding for collective projects and fellowships, although currently facing impressive pitfalls and declining. This new framework has been a key factor for the widespread interest of many young graduates in science, seeking new paths for education and escaping from few job opportunities. Inspired by some of these scenarios, this text intends to offer some contribution for a wide debate towards the circumstances of young scholars in Portugal, especially in the field of Communication Sciences, hence questioning motivations to work as a researcher, main struggles, publication routines and attendance to scientific events, just to name a few.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/36691
ISSN0871 - 1267
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CECS - Artigos em revistas nacionais / Articles in national journals

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FR_Revista_Aprender_35.pdfArtigo em revista científica nacional717,76 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID