Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/36625

TitleOs estereótipos sociais e os discursos de adolescentes brasileiros e portugueses: uma investigação-ação em contexto escolar
Other titlesSocial stereotypes and the discourses of brazilian and portuguese teenagers: an action- research in school context
Author(s)Fonseca, Gisele Cristina Cohen
Advisor(s)Cabecinhas, Rosa
KeywordsEstereótipos sociais
Gênero
Imagem
Diversidade
Social stereotypes
Gender
Image
Diversity
Issue date27-Mar-2015
Abstract(s)Os estereótipos sociais perpassam as práticas quotidianas fomentando muitas vezes desigualdades e injustiças. Neste trabalho, a proposta foi a de desenvolver um estudo exploratório com caráter intervencionista com adolescentes portugueses e brasileiros e cujas temáticas abordaram os estereótipos de gênero, imagem e diversidade. Conjugamos para isso elementos da Análise Crítica do Discurso e da Análise Temática para fundamentar uma Investigação-ação que permitisse analisar os discursos dos adolescentes sobre os estereótipos sociais, assim como intervir para a possível leitura crítica desses conteúdos. Relacionamos os estereótipos sociais a uma perspetiva ideológica de literacia que por apresentar marcas contextuais, culturais e sociais entende o discurso como construtor e transmissor de modelos culturais como o machismo, a homofobia e o racismo, por exemplo. A partir dessa concepção de literacia como prática social, objetivamos a introdução de atividades nas aulas de Filosofia e Língua Portuguesa que auxiliassem os alunos no alcance de uma leitura crítica e questionadora dos sistemas e das formas dominantes de desigualdades. Dentre as atividades que problematizavam a questão de gênero, percebeu-se, nos contextos brasileiro e português, uma reprodução de discursos hegemônicos e androcêntricos que posicionam a mulher numa escala inferior em relação ao homem, localizando-a de forma limitada na esfera pública e ainda fortemente ligada à esfera privada do cuidado a família. Contudo, alguns discursos vislumbram mudanças, porém ainda pouco firmes devido à falta de posicionamento do público adolescente em relação à responsabilidade que, igualmente, lhes cabe na construção de práticas mais igualitárias. Ao tratarmos da imagem, autoimagem e imagem ideal percecionamos a influência que as (auto) representações idealizadas possuem para os jovens e que resultam muitas vezes em sentimentos de inadequação e sofrimento. A temática da Diversidade em ambos os contextos enriqueceu a análise dos discursos e promoveu a possibilidade de uma conscientização maior por parte dos alunos sobre suas próprias práticas. A partir das conclusões do estudo, propomos alguns caminhos para futuras investigações assim como os próximos passos para nossa própria prática, reafirmando o compromisso por uma educação para a cidadania.
Social Stereotypes form daily practices often promoting inequalities and injustices. This dissertation aims to present the development of an interventional exploratory study with Portuguese and Brazilian teenagers with themes evolving around gender, image and diversity. We conjugated elements from Critical Discourse Analysis and Thematic Analysis to base an action research that allows the examination of teenagers’ discourses on social stereotypes and also intervene to reach a critical reading of these contents. In the study, social stereotypes are related to an ideological perspective of literacy concerning their contextual, cultural and social features. Because of that, discourse is understood as constructor as well as vehicle of cultural scripts such as sexism, homophobia and racism. Based on this conception of literacy as a social practice, we introduced activities that could help students to achieve a questioning and critical reading of dominant systems of inequality. Among the activities concerning gender issues we realized, in Brazilian and Portuguese contexts, a reproduction of hegemonic and androcentric discourses placing women below men, also limited setting women in the public sphere and still strongly attached to the private sphere of family caring. However, some discourses glimpsed changes, but still not strong enough due to teenagers’ lack of positioning in relation to their responsibility in the construction of more balanced practices. When focusing image, self-image and ideal image we could perceive the influence of idealized (self) representations that result in inadequacy and pain. Diversity, in both contexts, enriched discourse analysis and promoted the possibility of students’ awareness about their own practices. From our conclusions we consider some paths for future investigations of researchers and also our own next steps which reinforce our commitment to a citizenship education.
TypedoctoralThesis
DescriptionTese de Doutoramento em Ciências da Comunicação (área de especialização em Educação para os Media)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/36625
AccessrestrictedAccess
Appears in Collections:CECS - Teses de doutoramento / PhD theses
BUM - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gisele Cristina Cohen Fonseca.pdf2,66 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis