Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/34264

TitleImigração da Europa de Leste no Minho: um estudo sociológico
Other titlesEastern Europe immigration in Minho: a sociological study
Author(s)Ribeiro, Rui Alexandre Barreira
Advisor(s)Ribeiro, Rita
KeywordsImigração
Imigrantes do Leste europeu
Crise
Integração social e laboral
Políticas de imigração
Immigration
Eastern Europe immigrants
Crisis
Social and labor integration
Immigration policies
Issue date2014
Abstract(s)Nas últimas décadas, tem vindo a crescer o número de imigrantes em Portugal, contribuindo assim, para o crescimento de uma sociedade multicultural. Desses grupos, os imigrantes oriundos da Europa de Leste são o segundo mais numeroso a residir no nosso país. O fluxo da imigração do leste europeu em Portugal iniciou-se no final dos anos de 1990 do século passado e primeiros anos de 2000, período, aliás, onde a maior vaga de imigração deste grupo ocorreu. Foi, também, precisamente neste período em que foram implementadas reformas nas políticas de imigração portuguesas, no sentido de apoiar e facilitar a integração social de imigrantes. Com o decorrer dos anos, verifica-se que as oportunidades socio-laborais, que o mercado de trabalho português tinha prometido, no início da imigração, aos imigrantes de leste, modificou-se de forma generalizada. A situação de crise económica e financeira que Portugal enfrenta, teve, desde o início, grande impacto em vários estratos sociais e os grupos de imigrantes foram dos primeiros a sofrer os efeitos. Esta dissertação pretende compreender o percurso migratório, a realidade social atual deste grupo de imigrantes e saber como lidam eles com a mesma. Nesta investigação, realizada através de pesquisa bibliográfica e estatística, e da realização de entrevistas a uma amostra de imigrantes do leste europeu, foi possível realizar uma cuidada análise de conteúdo, através da qual foram tiradas conclusões, nas quais se destacam: o grupo comporta em si uma grande capacidade de adaptação cultural à sociedade portuguesa, embora não haja ruptura com os laços culturais dos países de origem; o percurso migratório do grupo foi realizado com dificuldades significativas; existe, ainda, pouca aproximação institucional, de apoio a imigrantes, a este grupo; as habilitações académicas que grande parte do grupo possui não correspondem à sua atual atividade profissional; segundo o grupo, verifica-se discriminação social face aos imigrantes, na sociedade portuguesa; a situação socioeconómica do grupo é precária e não correspondente à expectativa do grupo; está clara uma sensação de insegurança e pessimismo relativamente às ambições futuras dos imigrantes; a maioria dos entrevistados não possui nacionalidade portuguesa, embora a pretenda obter.
In the last decades, the number of immigrants in Portugal has been rising, which have turn Portugal into growing multicultural society. Within these groups, the Eastern Europe immigrants are the second largest group living in our country. The flux of Eastern Europe immigration in Portugal begun in the late 1990’s of the past century and in the early 2000’s, which is the period when the higher rate of this group’s immigration occurred. It was also, precisely, in this period when there were put in place reforms in the Portuguese immigration policies, to support and facilitate the social integration of the immigrants. As the years passed, the social and labor opportunities that the labor market had promised, in the beginning of the immigration, to the eastern Europe immigrants had changed in a generalized way. The financial and economic crisis which Portugal is having, had, since its beginning, great impact in several social stratums and the immigrant groups were the first to suffer with the effects. This thesis aims to understand the migration journey, current social conditions of this group of immigrants and how they deal with it. In this thesis, based in literature review and empirical research conducted among Eastern Europe immigrants, it was possible to carry out a content analysis, through which some conclusions were possible: the group has a great capability to cultural adaptation to Portuguese society, although there is no rupture with the cultural ties of its origin countries; the migration journey was made with significant difficulties; there is, still, an insufficient approach of immigrant institutional support with this group; the academic qualifications of a great part of the group does not corresponds to their current working activities; according to the group, there is social discrimination towards immigrants, in the Portuguese society; the socioeconomic situation of the group is precarious and not corresponding the group’s expectation; there is a clear sense of insecurity and pessimism in what concerns to the immigrants ambitions towards the future; the majority of the respondents does not have Portuguese nationality, although they want to obtain it.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Sociologia (área de especialização em Desenvolvimento e Políticas Sociais)
URIhttps://hdl.handle.net/1822/34264
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CECS - Dissertações de mestrado / Master dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
capa.pdf241,03 kBAdobe PDFView/Open
Entrevistas.pdf284,43 kBAdobe PDFView/Open
Errata de versão impressa.pdf178,55 kBAdobe PDFView/Open
Folha de rosto.pdf77,19 kBAdobe PDFView/Open
Tese.pdf699,71 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID