Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/30532

TitleO desenvolvimento do Brasil baseado em recursos naturais : efeitos dinâmicos do aumento dos preços mundiais de Commodities na especialização e equilíbrio externo do Brasil
Other titlesThe development of Brazil based on natural resources : dynamic effects of the increase in world prices of Commodities in the Brazil specialization and external balance
Author(s)Lopes, Luiz Paulo Costa
Advisor(s)Cabral, Manuel de Herédia
KeywordsDesenvolvimento
Crescimento económico
Exportações
Diversificação de exportações
Commodities
Development
Economic growth
Exports
Export diversification
Commodities
Issue date2014
Abstract(s)O efeito da descoberta de novos recursos naturais ou de uma súbita valorização dos mesmos na especialização e concentração das exportações de um país, e os efeitos adversos na competitividade que gera são um tema há muito discutido pela teoria e trabalhos empíricos. Neste estudo, pretendemos avaliar o modelo de desenvolvimento e de afirmação internacional da economia brasileira, baseado na expansão das exportações de recursos naturais. Pretendemos estudar qual o contributo do recente ciclo de aumento do preço Commodities no Brasil para o aumento das exportações, e em que medida este foi acompanhado pela valorização da moeda e pela perda de competitividade e capacidade exportadora noutros sectores em que o Brasil se vinha a afirmar. É feita uma análise Shift-Share sobre as exportações brasileiras no período 2000-2012, com o objectivo de identificar quais as variáveis que contribuíram para os ganhos de Comércio Internacional do país, e quais as suas implicações para o futuro. Dividindo o período em dois, 2000-2006 e 2006-2012, são verificadas duas realidades bem diferentes na estrutura das exportações Brasileiras. Apesar de no primeiro período, o Brasil ter uma estrutura de exportações relativamente diversificada, onde a indústria tinha de facto alguma influência na variação positiva no aumento das exportações, no segundo período observamos que o aumento das exportações é influenciado principalmente pelas Commodities, representando estas quase 90% do aumento das exportações totais brasileiras. Neste segundo período, só a variação positiva do preço médio das Commodities, representa 65,89% do total da variação das exportações brasileiras. Neste sentido podemos dizer que, aliado a uma perda significativa de importância dos Produtos Manufacturados (de Baixa e Alta Tecnologia), esta clara concentração das exportações em Recursos Naturais sugere a existência de um fenómeno de Dutch Disease no Brasil, no período 2006-2012. A concentração das exportações e a sua variação ter sido centrada em aumentos de preço e não de quantidade sugere riscos de volatilidade, e alguma vulnerabilidade do Brasil face a potenciais variações de preços internacionais das Commodities. Para avaliar a magnitude destes riscos são elaboradas diversas hipóteses com diferentes preços médios para as quantidades exportadas em 2012 de oito grupos de Commodities que ao verem o seu preço a variar negativamente, podem influenciar de uma maneira severa os ganhos provenientes das Exportações Brasileiras. Deste estudo concluímos que o aumento de preço das Commodities tendo sido a principal causa de crescimento das exportações brasileiras levou a uma concentração das exportações que coloca riscos e pode ter sido o factor que conduziu à valorização da moeda e a perda de competitividade dos sectores industriais, em particular de maior exigência tecnológica. A existência de uma estrutura de Exportações Brasileiras mais diversificada, com uma Indústria mais competitiva, contribui para a redução dos riscos provenientes de choques internacionais e da volatilidade de preços internacionais das Commodities.
The effect of the discovery of new natural resources or a sudden appreciation of them in the specialization and concentration of a country exports and the created adverse effects on competition is an issue that has been discussed for a long time in theory and empirical work. In this study, we intend to evaluate the model of development and international affirmation of the Brazilian economy, based on the expansion of natural resources exports. We intend to study the contribution of the recent cycle of price increase of Commodities in Brazil to the increase of exports and to what extent that was followed by currency appreciation and loss of competitiveness and export capacity in other sectors where Brazil was asserting itself. A Shift -share analysis on Brazilian exports is made in the period between 2000-2012 with the aim of identifying which variables contributed to the gains of the international trade of the country and what their implications are for the future. Dividing the period into two, 2000-2006 and 2006- 2012, we come across to two very different realities in the structure of Brazilian exports. Although in the first period, Brazil has a relatively diversified export structure, where the industry had indeed some positive influence in the change in the increase in exports, in the second period, we realized that the increase of the exports is mainly influenced by Commodities. These represent almost 90 % of the increase of total Brazilian exports. In the second period, the positive change in the average price of Commodities alone, represents 65,89% of the total variation of Brazilian exports . This way, we can say that, together with a significant loss of importance of the manufactured products ( Low and High Technology ), this clear concentration of exports in Natural Resources suggests the existence of a phenomenon of Dutch Disease in Brazil , in the period 2006-2012. The fact that the concentration of exports and its variation have been focused on price increases and not quantity suggests volatility risks and some vulnerability of Brazil to potential changes in international prices of Commodities. To assess the magnitude of these risks, different hypotheses are prepared with different average prices for the exported quantities in 2012 from eight groups of Commodities. These groups of Commodities, which represent more than 50 % of Brazilian exports, after seeing the price changing negatively, can influence, in a severe way, the gains from Brazilian Exports. From this study we conclude that the increase in the price of commodities, being the main cause of the growth of Brazilian exports, has also led to a concentration of exports that brings risks and may have been the factor that led to currency appreciation and loss of competitiveness of the industrial sectors, particularly those with higher technological requirement. The existence of a more diversified structure of Brazilian exports with a more competitive industry, contributes to the reduction of risks coming from the international shocks and the volatility of the international prices of commodities.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Negócios Internacionais
URIhttp://hdl.handle.net/1822/30532
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Luiz P. C. Lopes_2014..pdf1,94 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID