Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/29159

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarca, Isabel-
dc.contributor.authorCorreia, Flávia Maria Pinto-
dc.date.accessioned2014-05-26T15:09:28Z-
dc.date.available2014-05-26T15:09:28Z-
dc.date.issued2013-
dc.date.submitted2013-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/29159-
dc.descriptionRelatório de estágio de mestrado em Ensino de História e de Geografia no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundáriopor
dc.description.abstractO presente Relatório descreve e reflete sobre o Projeto de Intervenção Pedagógica Supervisionado, inserido no contexto de formação inicial de professores, que foi desenvolvido na disciplina de História e de Geografia, numa turma do 8º ano de escolaridade e do 7ºano de escolaridade, respetivamente na Escola E.B. 2,3 André Soares. A leitura e interpretação de fontes históricas e de documentos geográficos de natureza diversificada apresenta-se como uma condição fundamental para a produção e desenvolvimento do conhecimento pelos alunos, que passam a realizar inferências a um nível mais elaborado que a simples reprodução da informação. Foi esta convicção que nos conduziu na conceção do presente estudo que visou responder às seguintes questões de investigação: “Que competências revelam os alunos na interpretação de fontes históricas e de documentos geográficos?” “Pode a construção de documentos geográficos contribuir para o desenvolvimento de competências interpretativas?” Os dados, recolhidos a partir tarefas individuais escritas, foram analisados sobretudo de acordo com o método indutivo inspirado na Grounded Theory. Os resultados em História revelaram que, apesar das limitações resultantes da frequência pouco regular com que os alunos interpretam fontes históricas na sala de aula, existem alguns alunos que já interpretam fontes em contexto e que as cruzam ao nível da evidência histórica, embora a maioria realize uma interpretação simplista, apoiada num único detalhe da fonte, não conseguido concretizar cruzamento de informação entre duas ou mais fontes. Em Geografia, a monitorização de aprendizagens sistemática e a construção de documentos geográficos apresentaram-se como propostas desafiadoras em direção à sofisticação dos esquemas individuais de conhecimento geográfico resultando em acréscimos interpretativos, mais ou menos elaborados em função das capacidades cognitivas dos alunos. Os resultados do estudo permitiram a reflexão sobre a prática profissional sendo nossa ambição que contribuam para o reforço de práticas pedagógicas construtivistas no ensino de História e de Geografia, nomeadamente as que são orientadas para o desenvolvimento de competências de interpretação de fontes históricas e documentos geográficos, por parte dos alunos.por
dc.description.abstractThis report describes and reflects about the Project of supervised pedagogical intervention in the context of the initial teacher training, that was carried out in the subjects of History and Geography, in an 8th grade and a 7th grade class, respectively, in EB 2/3 André Soares school. The reading and interpretation of historical sources and geographical documents of diverse nature is a fundamental condition to the production and development of knowledge, allowing pupils for making inferences at a more elaborate level than the mere reproduction of information. It was this conviction that accompanied us in the conception of this study that aimed to answer to the following research questions: “What competences do the pupils reveal when interpreting historical sources and geographical documents?” “Can the construction of geographical documents contribute for the development of interpretative competences?” The data collected from individual written tasks were analyzed mainly according to the inductive method inspired in the Grounded Theory. In History, the results revealed that, despite the limitations derived from a low frequency of pupils’ classroom tasks to interpreting historical sources, there are some pupils that already interpret sources in context and that make cross interpretation at the level of historical evidence - although the majority of them make more simplistic interpretations and revealing difficulties in the intersection of the information of two or more sources. In Geography, the monitoring of systematic learning and the construction of geographical documents were challenging proposals toward the sophistication of the individual schema of their geographical knowledge thus resulting in interpretative additions. The results of this action research study allow for a reflection about the professional practice being our ambition to contribute for the reinforcement of constructivist pedagogical practices in order to the development of interpretation of historical sources and geographical documents competences by the pupils.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectConstrutivismopor
dc.subjectCompetências interpretativaspor
dc.subjectFontes históricaspor
dc.subjectDocumentos geográficospor
dc.subjectConstructivismpor
dc.subjectInterpretative competencespor
dc.subjectHistorical sourcespor
dc.subjectGeographical documentspor
dc.titleCompetências interpretativas de fontes históricas e de documentos geográficos no ensino de História e de Geografia : um estudo com alunos do 3º ciclo do ensino básicopor
dc.typemasterThesis-
dc.subject.udc93:372.893por
dc.subject.udc372.893:93por
dc.subject.udc91:372.891por
dc.subject.udc372.891:91por
dc.identifier.tid201471639por
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Flávia Maria Pinto Correia.pdf4,13 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID