Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/29006

TitleArena Pernambuco : comparação do desempenho de betão autocompactável e betão convencional em climas quentes
Author(s)Calado, Carlos
Andrade, Tibério
Santos, Dayana
Carvalho, João de
Camões, Aires
KeywordsBetão auto compactável
Durabilidade
Betão convencional
Resistência à compressão
Issue dateNov-2013
PublisherAssociação Portuguesa das Empresas de Betão Pronto (APEB)
JournalBetão
Abstract(s)O emprego do betão auto compactável (BAC) como alternativa ao uso do betão convencional (BC) dependerá, em grande parte, de dois fatores: qualidade e custo compatível. A qualidade abrange aspetos relacionados com a trabalhabilidade, resistência mecânica e durabilidade, e a sua aplicação deve ser devidamente comprovada por intermédio de uma avaliação comparativa de custos que demonstre a viabilidade do seu emprego em larga escala, nomeadamente em grandes empreendimentos. O presente trabalho, tem por objetivo apresentar alguns resultados comparativos de durabilidade e resistência mecânica realizados em amostras de BC e BAC, utilizados na obra da Arena Pernambuco, com o intuito de estudar e identificar possíveis diferenças no comportamento desses betões, a partir dos resultados obtidos. Elegeram-se duas das composições mais aplicadas na obra, que utilizaram a mesma relação água/cimento, uma para BAC e outra para BC, tendo sido caracterizadas por intermédio da realização dos seguintes ensaios: resistência à compressão, módulo de elasticidade, absorção de água por capilaridade, difusão de iões cloreto e absorção de água por imersão. Durante os meses de maio a julho de 2012 foram realizadas as moldagens dos provetes e a extração de carotes, provenientes de blocos construídos especificamente para o estudo. Os resultados obtidos não permitiram diferenciar o BAC do BC relativamente ao seu desempenho de durabilidade. O BAC apresentou resultados de resistência à compressão um pouco superiores aos do BC equivalente, em média 10.6% aos 7 dias e 4.2% aos 28 dias de idade.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/29006
Publisher versionhttp://issuu.com/companhiadascores/docs/beta__o31?e=3295962/6245662
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:C-TAC - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arena Pernambuco_APEB.pdfdocumento principal903,45 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID