Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/28502

TitleImpacto músculo-esquelético das tarefas dos cuidadores de crianças com Paralisia Cerebral
Author(s)Silva, Joana Margarida de Faria Araújo
Advisor(s)Costa, Nélson Bruno Martins Marques da
KeywordsLesões músculo-esqueléticas
Cuidadores
Paralisia cerebral
Musculoskeletal injuries
Caregivers
Cerebral palsy
Issue date2013
Abstract(s)No contexto das Lesões Músculo-esqueléticas relacionadas com o Trabalho (LMERT) encontraram-se vários estudos onde se corrobora as condições de trabalho dos profissionais de saúde e o risco de lesões ligadas ao trabalho nesta atividade. O presente estudo visa compreender a necessidade de avaliar o risco de LMERT de profissionais de saúde que manuseiam, diariamente, diferentes tipos de carga, nomeadamente a transferência de crianças/jovens com Paralisia Cerebral que implicam a adoção de posturas repetidas. Pretendeu-se identificar a sintomatologia auto-referida por profissionais de saúde que lidam com uma população especial em contexto institucional de reabilitação. A recolha da informação relativa às LMERT foi realizada através de um questionário que se aplicou a 40 profissionais, dos quais, 38 eram do sexo feminino (95%) e 2 do sexo masculino (5%), das Associações de Paralisia Cerebral de 3 distritos do Norte de Portugal (Viana do Castelo, Braga e Porto). Os resultados evidenciaram uma frequência elevada de sintomas músculo-esqueléticos em diferentes zonas anatómicas, particularmente atingindo a região lombar (30%) e cervical (20%). Como medidas preventivas deste tipo de lesões sugere-se um acesso facilitado a espaços e equipamentos que permitam garantir uma boa condição física; uso de equipamento mecânico como gruas de transferência, marquesas hidráulicas ajustáveis à altura do técnico; recorrer aos assistentes dos fisioterapeutas de forma a partilhar tarefas que envolvem carga; existir rotatividade pelas diferentes áreas clínicas, nomeadamente a adoção de papéis que não os de ordem clínica direta; gerir/ajustar as cargas de trabalho ao longo do dia; fazer um uso efetivo dos períodos para descanso ao longo do dia de trabalho; adaptar/modificar algumas técnicas de tratamento; manter uma boa condição física dos profissionais. Conclui-se que devido ao número de tarefas e posturas que estes profissionais adotam, é necessário tomar medidas de prevenção, de forma a melhorar as condições de trabalho e favorecer a qualidade de vida dos profissionais de saúde.
In the context of Musculoskeletal Injuries related to work (MSDs) met several studies where it corroborates the working conditions of health professionals and the risk of work-related injuries in this activity . This study aims to understand the need to assess the risk of MSDs of health professionals who handle daily different types of cargo, including the transfer of children / young people with cerebral palsy involving the postures repeated. In order to identify the symptoms self -reported by health professionals who deal with a special population in the institutional context of rehabilitation. The collection of information relating to MSDs was conducted through a questionnaire applied to 40 professionals, of which 38 were female (95 %) and 2 men (5 %), the Cerebral Palsy Associations of 3 districts North of Portugal (Viana do Castelo, Braga and Porto). The results showed a high frequency of musculoskeletal symptoms in different anatomical locations, particularly affecting the lumbar region (30 %) and cervical (20 %). As preventive measures of this type of injury is suggested easier access to space and equipment to guarantee a good physical condition, use of mechanical equipment such as cranes transfer, height adjustable couches hydraulic technician; resort to physical therapists assistants so share tasks involving loading; exist turnover by different clinical areas, including the adoption of roles other than direct to clinic; manage / adjust workloads throughout the day, make effective use of periods of rest throughout the day work; adapt / modify some treatment techniques; maintain good physical condition professionals . It is concluded that due to the number of tasks and adopt postures that these professionals, it is necessary to take preventive measures in order to improve working conditions and promote quality of life of caregivers.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Engenharia Humana
URIhttp://hdl.handle.net/1822/28502
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Joana Silva 31-10-2013.pdf1,41 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID