Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/27015

TitleDa vitimização infantil ao desvio e delinquência juvenil: estudo exploratório com a aplicação do instrumento ISRD-2
Author(s)Costa, Tiago André Martins
Advisor(s)Martins, Paula Cristina
KeywordsDesvio
Delinquência juvenil
Vitimização infantil
Adolescência
Institucionalização
Deviation
Juvenile delinquency
Child victimization
Adolescence
Institutionalization
Issue date2013
Abstract(s)Neste estudo pretendeu-se caraterizar a delinquência juvenil em três grupos distintos de jovens: um grupo considerado normativo (jovens sem processo na CPCJ e sem experiências de institucionalização; n=20), um grupo de risco (jovens sinalizados pela CPCJ; n=10) e um grupo em acolhimento institucional (n=27). Objetivava-se, também, averiguar a influência que a vitimização infantil tem na delinquência juvenil. Para tal recorreu-se à aplicação do questionário International Self Report Delinquency-2, tendo sido os dados posteriormente analisados no programa IBM SPSS Statistics 20. Os resultados demonstraram que o grupo em acolhimento institucional evidencia maior número de comportamentos desviantes, por jovem, (M=3.27) comparativamente com o grupo de risco e o grupo normativo (M=3.00 e M=2.05, respetivamente). Verificou-se, também, que os consumos de álcool e o download ilegal de músicas e filmes são os comportamentos desviantes mais usuais nos jovens, tendendo a iniciar-se muito precocemente. Relativamente à vitimização infantil, jovens que revelaram experiências de maus-tratos evidenciaram maior propensão para a manifestação de determinados comportamentos (consumos de álcool, danificação de bens materiais, furtos, posse de objetos perigosos, envolvimento em brigas de grupo e venda de drogas). São apresentadas as limitações da presente investigação, bem como possíveis orientações futuras no que concerne ao estudo desta problemática.
In this study it was intended to characterize juvenile delinquency in three distinct groups of adolescents: A group considered normative (adolescents without CPCJ process and without experiences of institutionalization, n=20), a risk group (adolescents flagged by CPCJ, n= 10) group in institutional care (n=27). It was also aimed to investigate the influence that child victimization has on juvenile delinquency. To this end we resorted to the questionnaire International Self-Report Delinquency-2 and data was later analyzed in the IBM SPSS Statistics 20. The results showed that the group in institutional care demonstrates greater number of deviant behavior (M=3.27), per adolescent, compared to the risk group and the normative group (M=3.00 and M=2.05, respectively). It was also found that the consumption of alcohol and illegal downloading of music and movies are the most common deviant behavior, tending to start very early. With regard to child victimization, youth who revealed experiences of abuse showed greater propensity for expression of certain behaviors (alcohol consumption, damage of material goods, theft, possession of dangerous objects, involvement in group fights and selling drugs). There are presented the limitations of this research as well as possible future directions in relation to the study of this problematic.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/27015
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado
CIPsi - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tiago André Martins Costa.pdf1,76 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID