Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/25417

TitleVitimação múltipla de mulheres socialmente excluídas: da prevalência à significação
Author(s)Fernandes, Cristiana Patrícia Ferreira
Advisor(s)Matos, Marlene
KeywordsVitimação múltipla
Mulheres
Exclusão social
Prevalência
Significação
Multiple victimization
Women
Social exclusion
Prevalence
Meaning
Issue date11-Jul-2013
Abstract(s)No presente estudo procurámos obter uma compreensão integrada do fenómeno da vitimação múltipla de mulheres em situação de exclusão social. Primeiramente, caraterizámos o fenómeno (prevalência, tipos de violência, perpetradores) e o seu impacto, avaliando também a relação entre a vitimação e o impacto no ajustamento psicológico, e o efeito de variáveis sociodemográficas para o risco de vitimação múltipla. Procurámos depois analisar a experiência subjetiva da vitimação múltipla, percebendo as formas de vitimação mais marcantes e o significado pessoal atribuído. O estudo incluiu 39 mulheres em condição de exclusão social, utilizando-se uma metodologia mista (quantitativa e qualitativa). Os resultados evidenciaram um elevado número de experiências de vitimação ao longo da vida, com maior prevalência na idade adulta, perpetrada pelo parceiro. Contudo, a maioria das mulheres vitimadas exibiu reduzida sintomatologia clínica. Maiores níveis de sintomatologia estavam associados à experiência de mais crimes contra a propriedade. As que tendiam a apresentar menos sintomas eram as que estavam institucionalizadas em casa abrigo. As experiências de vitimação mais marcantes ocorreram no contexto da intimidade. As mulheres não percecionaram o carácter cumulativo da vitimação mas teceram reflexões críticas na tentativa de dar sentido à vitimação sofrida. Possíveis explicações para estes resultados são discutidas.
This study aims to provide an integrated understanding about victimization experienced by women socially excluded. First we characterize the phenomenon (prevalence, types, perpetrators) and its impact, also evaluating the relationship between victimization and the impact on psychological adjustment, and the effect of sociodemographic variables for risk of multiple victimization. We tried to analyze the subjective experience of multiple victimization, realizing the most striking forms of victimization and personal meaning assigned. The study included 39 socially excluded women, using a mixed methodology (quantitative and qualitative). The results showed a high number of experiences of violence suffered lifelong, with a higher prevalence in adulthood perpetrated by partners. However, most women present reduced clinical symptoms. Higher levels of symptoms were associated with the experience of more crimes against property. Those who tended to present fewer symptoms were women who were institutionalized in shelter house. The most significant experiences of victimization are those suffered in intimate relationships. Women do not perceive the cumulative nature of victimization but they made some critical reflections to create sense of the violence experienced. Possible explanations for these results are discussed.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/25417
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristiana Patrícia Ferreira Fernandes.pdf1,89 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID