Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/23728

TitleDe Santa Marinha de Gontinhães a Vila Praia de Âncora (1624-1924): demografia, sociedade e família
Author(s)Rego, Maria Aurora Botão Pereira do
Advisor(s)Santos, Carlota
Amorim, Maria Norberta Simas Bettencourt
Issue date25-Jan-2013
Abstract(s)A presente dissertação tem como principal objetivo estudar a evolução dos comportamentos demográficos da paróquia de Santa Marinha de Gontinhães ao longo de três séculos, numa perspetiva microanalítica, o que permitirá compreender a sua dinâmica populacional mediante os métodos próprios da Demografia Histórica. Neste sentido, recorremos à metodologia de reconstituição de paróquias, proposta por Norberta Amorim, organizando a informação proveniente dos registos paroquiais de batismos, casamentos e óbitos, conducente à construção de uma base de dados demográfica, aberta ao cruzamento nominativo com outras fontes, como registos notariais, movimento de doentes, tabelas de preços de cereais, registos de passaportes, ordenanças, testamentos, publicações periódicas, entre outras. Este processo permitiu avançar para a compreensão das estruturas familiares e das práticas socioculturais. Procurámos ainda comparar estes comportamentos com os que se verificaram no Alto Minho durante a mesma época contribuindo para o conhecimento mais aprofundado da demografia da região. Num contexto regional com grandes similitudes sociais, culturais e económicas entre subpopulações, decorrente da predominância de uma agricultura de subsistência e de um sistema de pequena propriedade fundiária, a mobilidade constituiu um fator-chave para o equilíbrio demográfico destas sociedades, determinando comportamentos específicos a nível da fecundidade e da nupcialidade. Até ao início do segundo quartel do século XIX, a paróquia caracterizou-se por um crescimento populacional quase nulo, consequência da atuação de mecanismos autorreguladores de Antigo Regime. A partir desse momento, a fixação de uma comunidade marítima, maioritariamente oriunda de A Guarda (Galiza), impulsionou a pesca, atividade até então inexistente. Os marítimos, com padrões comportamentais diferenciados, onde sobressai a permanência de elevadas taxas de fecundidade, contribuíram de forma decisiva para a rutura das seculares dinâmicas demográficas e para o crescimento populacional. Simultaneamente, desenvolveram-se os banhos terapêuticos e outros setores económicos, que exerceram um forte poder de atratividade sobre a paróquia. Nesta conjuntura, assistiu-se a uma deslocalização do antigo centro comunitário das cercanias da montanha em direção ao litoral e, simultaneamente, a paróquia viria a transformar-se na freguesia mais populosa do concelho, tendo sido criadas as condições para que a aldeia fosse elevada a Vila Praia de Âncora em 8 de julho de 1924.
The main aim of this dissertation is the study of the evolution of the demographic behaviors of the parish of Santa Marinha de Gontinhães throughout three centuries, through a micro-analytical perspective that will help understand its populational dynamics, using relevant methods of Historical Demography. To achieve this we used the “reconstitution of parishes” methodology, proposed by Norberta Amorim, organizing information from the parochial records of births / baptisms, marriages and deaths conducive to the construction of a demographic database; open to the nominative cross referencing with other sources such as civil registers, movement of sick people, tables of prices of grains, registers of passports, testaments, wills and periodicals, amongst others. This process made it possible to advance the understanding of family structures and of socio-cultural practices. We also looked at comparing these behaviors to those observed in the Alto Minho region in the same era, contributing to a greater depth of knowledge of the demography of the region. In a regional context, with great socio-cultural and economic similarities between subpopulations, resulting from a predominant system of agricultural subsistence and of small property land division, mobility became a key factor in the demographic balance of these societies and in determining specific behaviours at fertility and matrimonial levels. Up until the beginning of the second quarter of the 20th century, the parish was characterized by an almost null population growth, as a consequence of self-regulating mechanisms belonging to the Old Regime. From this moment onwards, the settlement of a maritime community, originating mainly from A Guarda (Galicia), stimulated the fishing industry, a non-existent activity until then. The fishing community with its own differentiated behavior patterns, where continued high levels of fertility were evident, contributed decisively to the breakdown of demographic dynamics observed over centuries and to the growth of the population. Simultaneously, therapeutic baths and other types of economic activity were developed, contributing to the high level of attractiveness of the parish. In this conjuncture, one witnessed the moving of the community’s city centre from the foothills towards the coast and, simultaneously, the parish would became the most populated settlement of the county and the conditions for the village to be elevated to Vila Praia de Âncora on the 8th of July 1924 had been met.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em História especialidade de Demografia Histórica
URIhttp://hdl.handle.net/1822/23728
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CECS - Teses de doutoramento / PhD theses
DH - Teses de Doutoramento/PhD Theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Aurora Botão Pereira do Rego.pdf5,33 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID