Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/22810

TitleAs identidades e a “política dos tempos sociais”
Author(s)Araújo, Emília Rodrigues
KeywordsTempo
Democracia
Política
Sociedade
Identidades
Subjectividades
Time
Policy
Democracy
Society
Issue date2012
PublisherAssociação Portuguesa de Sociologia (APS)
Abstract(s)A análise sobre as identidades e os modos de vida nos tempos atuais embate constantemente no exercício e na validade da democracia como regime político aberto à participação e à expressão das autenticidades. Podemos afirmar, aliás, que a democracia, designadamente na modalidade participativa, constitui hoje, em plena experiência de uma séria de rupturas, um ponto central de preocupação na teoria social. Dois elementos centrais indispensáveis a este debate, com necessidade subsequente de intervenção, dizem respeito ao espaço e ao tempo. Apesar de terem tido um estatuto algo camuflado no âmbito da teoria social, o espaço e o tempo coexistiram como objectos de extremo relevo nos modos de abordar, interpretar e agir sobre o mundo social. Ambos constituem objectos de política, pois além de condicionarem as acões individuais, institucionais e colectivas, implicam tomadas de decisão que residem em relações de poder entre indivíduos, grupos, classes e instituições sociais. Esta comunicação visa apresentar uma análise crítica das temporalidades sociais actuais, perspectivando um reposicionamento da relevância do conceito de “politica de Tempo”, tanto ao nível da interpretação como da intervenção sobre a trajectória do mundo social presente, nacional e transnacional. Sobretudo, pretende-se mostrar a relevância da análise do modo como a(s) politica(s) lidam com o tempo e se reflectem nas identidades individuais e colectivas, lidas sob a perspectiva do presente e do (seu) futuro.
The analysis about the identities and life styles nowadays clash constantly with the exercise and validity of democracy as a political system open to participation and expression of authenticity. We can say, incidentally, that democracy, particularly in participatory mode, is now in full experience of a series of disruptions, a central concerning social theory. Two central are elements essential to this debate, with the subsequent need for intervention: space and time. Space and time are objects of policy, as well as conditions for individual actions, institutional and collective decision. This communication aims to present a critical analysis of current social temporalities, proposing to reflect on the relevance of the concept of “time policy".
TypePanel presentation
URIhttp://hdl.handle.net/1822/22810
Publisher versionhttp://www.aps.pt/vii_congresso/?area=016&seccao=SEC4e775aa1f10f2&mesa=SEC4f9e9d48d9afb
Peer-Reviewedno
AccessOpen access
Appears in Collections:CECS - Comunicações / Communications
DS/CICS - Comunicações em encontros nacionais/Papers at National Meetings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Identidades e Tempos Sociais.pdf576,52 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID