Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/21282

TitleJogo e educação: representações e práticas dos professores do 1º ciclo
Author(s)Costa, Rolando
Cunha, António Camilo
KeywordsJogo
Desenvolvimento
Criança
Representações
Práticas
Professor(a) e grupo de docência
Game
Development
Child
Representations
Practice
Teacher and teaching groups
Issue dateMay-2007
Abstract(s)Indispensável ao equilíbrio afectivo e ao desenvolvimento integral da criança, o jogo é visto (hoje) como um excelente instrumento pedagógico no processo ensino/aprendizagem e o seu estudo é já considerado uma área exclusiva de abordagem. O jogo desperta a criança, leva-a a uma participação activa e permanente, proporciona-lhe uma liberdade de expressão e uma melhor integração social. A criança consegue, assim, uma estabilidade e satisfação pessoal que a ajudam a construir uma personalidade mais forte e capaz de dar respostas aos desafios diários. Sem perceber a importância do jogo na educação da criança, a sociedade tem vindo a esquecer o jogo perto dos mais pequenos. Por isso, é importante que a classe docente (ela num primeiro momento terá de chamar essa responsabilidade) desperte para o valor do jogo na escola e possibilite uma aprendizagem sedutora e lúdica à criança, dentro e fora da sala de aula. Levando tais ideias em linha de conta, foi nossa intenção fazer carrilar uma investigação onde tentamos conhecer as representações e práticas dos professores do 1º Ciclo do Ensino Básico (CEB) sobre o jogo. Assim, tentamos conhecer a aplicação do jogo na prática docente e saber se há uma atitude diferenciada na utilização do jogo entre sexos e grupo de docência. O nosso estudo é constituído por uma amostra de 60 (sessenta) professores, de ambos os sexos, pertencentes ao Ensino Regular e ao Apoio Educativo (Educação Especial), do 1º CEB, que respondem a um questionário (de resposta aberta) previamente construído, adaptado e validado para o efeito. Para a interpretação dos dados, tomámos como caminho a análise de conteúdo e os seus percursos de análise. Dos resultados encontrados talvez possamos dizer que apesar de existir diferenças claras entre as variáveis em estudo (sexo e grupo de docência), podemos também dizer que existe uma “mancha de representações e práticas” comuns a essas variáveis.
Indispensable to the affective balance and the integral development of the child, the game is seen (today) as an excellent pedagogical instrument in the process education/learning and its study is considered already an exclusive area of boarding. The game awakens the child, taking him to an active and permanent participation, providing a freedom of speech and a better social integration. With this the child obtains stability and personal satisfaction that helps him build a stronger personality, capable of giving answers to his or hers daily challenges. Without understanding the importance of the game in the education of the child, the society has also begun to forget the importance of the game for the child. Therefore, it is important that teachers awake for the value of the game in school and provide a seductive and entertaining method of learning to the child, inside and outside of the classroom. Taking such ideas on a line of account, it is our intention to present here an inquiry work where we tried to acknowledge the practice and representation of the game used by the teachers of 1º Cycle of Basic Instruction (CEB). Thus, we tried to know if and how games are applied during the teacher’s lessons or practice and if sex or teaching groups (Regular teachers or special education teachers) have a differentiated attitude when it comes to the use of the game in lessons. Our study includes a sample of 60 (sixty) teachers, of both sexes, belonging to Regular Teaching and the Educative Support (Special Education), all teaching in the 1º CEB, that answer to a previously constructed questionnaire, adapted and validated for the effect. In order to interpretate our data we thoroughly analyzed all the data we gathered and took in consideration our method of analysis. With the results found we can say that although there are differences between the variables in study (sex and teaching groups). We can also say that there is a collection of similar ideas related to those variables.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/21282
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Textos em atas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Costa, R. Cunha, AC. Jogo e Educação III Seminário 2007.pdfCOSTA, R. CUNHA, A.C. (2007). Jogo e Educação: Representações e práticas dos professores do 1º ciclo127,22 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID